Fundo de índice

Esperança para aprovação de um ETF spot de Bitcoin está acabando, dizem analistas; entenda

Um dos analistas ouvidos pelo CoinDesk considera a aprovação de qualquer um dos atuais pedidos “altamente improvável”

Por  CoinDesk -

As expectativas para a Securities and Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) aprovar os requerimentos para a criação de dois ETFs (fundos negociados em bolsa) spot de Bitcoin (BTC) são baixas e desapareceram desde a aprovação do fundo de futuros de BTC da Tecurium, em abril, que inicialmente forneceu algum otimismo.

Os dois pedidos atualmente nos radares dos investidores são o Bitwise Bitcoin ETP Trust, que precisa ser analisado até 29 de junho, e o Bitcoin Trust’s (GBTC) da Grayscale, com prazo até 6 de julho. Ambos os emissores de investimentos tiveram seus requerimentos atuais atrasados várias vezes pela SEC e as próximas datas representam o deadline para o regulador tomar uma decisão.

O analista da Bloomberg Intelligence, James Seyffart, acompanha de perto o setor de ETF (também chamado de fundo de índice) e disse ao CoinDesk que considera a aprovação de qualquer um dos pedidos como “altamente improvável”. Seyffart falou que a SEC foi clara sobre o que quer ver antes de dar luz verde a um produto spot de Bitcoin.

“O regulador não irá aprovar um ETF spot de Bitcoin até que um ‘mercado de tamanho significativo’ tenha acordos de compartilhamento de vigilância ou seja regulado por agências como a SEC ou a Commodity Futures Trading Commission (CFTC, o regulador do mercado de futuros de commodities)”, disse Seyffart. Assim, até que uma “exchange spot de Bitcoin ou provavelmente várias exchanges spot de BTC estejam sob a alçada da SEC e/ou CFTC, a SEC não aprovará um ETF spot de Bitcoin spot”, observou Seyffart.

Pensamentos semelhantes foram compartilhados por Nate Geraci, presidente da The ETF Store, uma empresa de consultoria de investimentos especializada em fundos de índice. “A suposição esmagadora do mercado é que a SEC desaprovará esses ETFs”, falou ele ao CoinDesk, acrescentando que o presidente da agência, Gary Gensler, não fez nenhuma alteração nas comunicações sobre essas aprovações.

“O presidente Gensler tem consistentemente enviado mensagens dizendo que até que a SEC tenha algum nível de supervisão regulatória direta das exchanges de criptomoedas, um ETF spot de Bitcoin não será aprovado”, disse Geraci.

O recente estreitamento do desconto entre o preço das ações do GBTC, da Grayscale, e o preço do Bitcoin até que levou alguns a especular que há otimismo no mercado em relação a uma aprovação.

Outros observadores preveem uma autorização em algum momento, embora a recente turbulência de empresas como Celsius e BlockFi possa fazer com que a SEC diminua as aprovações no curto prazo.

“Parece que não é mais uma questão de ‘se’, mas apenas uma questão de ‘quando’ a SEC finalmente aprovará um ETF spot”, falou Bradley Duke, co-CEO do ETC Group, emissor de ETFs com sede em Londres. “Mas a atual turbulência do mercado de criptomoedas, incluindo as consequências do colapso da TerraUSD (UST) e da Terra (LUNA), bem como a angústia das principais empresas financeiras de criptomoedas como Celsius e BlockFi, podem contribuir para dar à SEC motivos para atrasar ainda mais a abertura das comportas”.

E um processo demorado pode não ser o melhor sinal para o setor, de acordo com Owen Lau, analista de pesquisa de ações da Oppenheimer.

“Parece-me que quanto mais tempo leva, mais a indústria tende a se afastar da SEC e mais difícil se torna obter a aprovação”, disse Lau ao CoinDesk. “A chance de o produto levar muito tempo para obter a aprovação da SEC, ou nunca ser aprovado, está aumentando.”

Perspectiva de longo prazo

Embora o diretor de investimentos da Bitwise, Matt Hougan, não tenha podido comentar sobre o requerimento específico de sua empresa com o regulador, ele está otimista de que o mercado dos EUA eventualmente verá um ETF spot de Bitcoin.

“Em geral, acho certo olhar para as ações recentes da SEC e ver o progresso contínuo em sua relação com o espaço do Bitcoin”, disse Hougan ao CoinDesk.

“Agora temos um ETF de futuros de Bitcoin baseado no Act de 1940 (lei do EUA que regulamenta os fundos de investimento), um ETF de futuros de Bitcoin apoiado pelo Act de 1933  (primeira legislação federal norte-americana utilizada para regular o mercado de ações) e um ETF inverso de Bitcoin (que aposta contra a moeda)”, observou Hougan, referindo-se a aprovações anteriores de ETFs relacionados à criptomoeda. “Cada um representa um bem-estar crescente com o mercado de Bitcoin.”

No final, um ETF spot de Bitcoin reduzirá os custos e tornará mais seguro o acesso dos investidores americanos ao mercado cripto, argumentou Hougan.

A Grayscale, por sua vez, tem sido mais assertiva na busca de uma aprovação. Alguns de seus esforços incluem marketing para instar o público a expressar seu apoio à SEC, uma reunião em maio com o regulador e o fortalecimento de sua equipe jurídica com a adição de Donald B. Verrilli Jr., que anteriormente atuou como procurador-geral da administração Obama.

O GBTC, com cerca de US$ 13 bilhões em ativos sob gestão, atualmente é negociado com um desconto de 29% em relação ao seu valor patrimonial líquido.

No início desta semana, o CEO da Grayscale, Michael Sonnenshein, foi ao Twitter para argumentar que o recente lançamento de um ETF que aposta contra o Bitcoin pode ser um sinal positivo para o setor e para eventuais perspectivas da aprovação de um ETF spot de Bitcoin.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe