Câmbio

Especuladores em Chicago apostam na desvalorização do real frente ao dólar

Especuladores que atuam na Bolsa de Chicago elevaram em 15% sua posição líquida comprada no dólar americano

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

Os especuladores que atuam na Chicago Mercantile Exchange voltaram a carregar uma posição líquida vendida no real brasileiro, na semana encerrada em 2 de junho. Dados da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), divulgados nesta sexta-feira, 5, mostram que, de 26 de maio para 2 de junho (última terça-feira), a posição líquida passou de comprada em 3.876 contratos para vendida em 1.251 contratos. Posições vendidas são favorecidas quando ocorre a queda do real (alta do dólar).

 

O relatório semanal da CFTC acompanha as posições dos investidores na Chicago Mercantile Exchange. As posições representam apenas uma fração dos negócios globais com moedas, mas são consideradas representativas de amplas tendências de negociação.

Aprenda a investir na bolsa

 

Dólar americano

 

Os especuladores que atuam na CME também elevaram em 15% sua posição líquida comprada no dólar americano. Eles passaram a ter posição líquida comprada de US$ 34,9 bilhões na semana encerrada no último dia 2. As posições compradas são favorecidas pelo avanço da moeda americana.

 

No caso do euro, os especuladores diminuíram em 1,2% sua posição líquida vendida na moeda comum, para US$ 23,1 bilhões. Já as posições vendidas líquidas no iene japonês subiram 37%, para US$ 8,6 bilhões, em 2 de junho. No caso do dólar australiano, a posição líquida passou de comprada para vendida, em US$ 1 bilhão.

PUBLICIDADE

 

O relatório semanal da CFTC acompanha as posições dos investidores na CME. As apostas são apenas uma fração dos negócios globais com moedas, mas são consideradas representativas de amplas tendências de negociação.