Títulos públicos

Espanha paga menor juro desde abril em emissão de seis meses

Demanda por títulos de curto prazo cresceu enquanto as necessidades de liquidez para 2012 já foram cobertas

SÃO PAULO – Em mais uma rodada de emissão de títulos, nesta terça-feira (27) a Espanha captou € 4,087 bilhões com papéis de curto prazo – três e seis meses. Com essa arrecadação, o país evita a necessidade de pedir resgate à União Europeia por mais um tempo.

Do total arrecadado € 1,482 bilhão foi para títulos com prazo de três meses e juros a 1,25%, abaixo do registrado em outubro, de 1,45%. Os € 2,605 bilhões restantes foram obtidos em papéis de seis meses, com juros de 1,67% e a menor rentabilidade desde abril deste ano.

A demanda pelos títulos de seis meses aumentou € 5,990 bilhões, ou 2,3 vezes o lançado. Já para o de três meses aumentou € 5,214 bilhões, isso é, 3,52 vezes o oferecido ao mercado.

PUBLICIDADE

As necessidades de liquidez para este ano foram totalmente cobertas pelo Tesouro Público, e os leilões das últimas semanas servirão para obter financiamento para 2013.

Acompanhe as cotações de todos os fundos imobiliários negociados na BM&FBovespa
http://www.infomoney.com.br/onde-investir/fundos-imobiliarios/cotacoes