Tóquio

Escândalo da Nissan: Greg Kelly, auxiliar de Carlos Ghosn, é libertado após pagar fiança

kelly foi acusado de irregularidades cometidas juntamente com o ex-presidente da montadora, o brasileiro Ghosn 

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

O ex-diretor da Nissan, Greg Kelly, foi libertado sob fiança nesta terça-feira (25), após ficar preso por aproximadamente um mês no Japão acusado de irregularidades cometidas juntamente com o ex-presidente da montadora, o brasileiro Carlos Ghosn.

Um tribunal de Tóquio determinou hoje uma fiança de 70 milhões de yuans (US$ 636.000) para Kelly e concedeu a liberdade, rejeitando um recurso movido pelos promotores.

O tribunal também estabeleceu condições para a libertação de Kelly, que está proibido de viajar para fora do Japão, a menos que receba a permissão do tribunal, e também de se encontrar com pessoas envolvidas no caso.

Aprenda a investir na bolsa

Kelly, que planejava fazer uma cirurgia na coluna nos EUA antes de ser preso no mês passado, deve receber tratamento no Japão, segundo seu advogado japonês.

A liberação no dia de Natal encerra uma detenção de cinco semanas – em grande parte isolada de estranhos, além de advogados e funcionários consulares – que começou em 19 de novembro, quando os Kelly e Ghosn foram presos por suspeitar de conspirar para subfaturar o salário de Ghosn. Ambos alegam inocência. Fonte: Dow Jones Newswires.

Invista seu dinheiro com segurança e praticidade. Abra sua conta na XP.