Recuo

Entenda o que a Apple tem a ver com a queda do Ibovespa nesta quinta

Mercado terminou o dia em baixa e deve parte da queda ao movimento das ações da empresa

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A queda do Ibovespa, que subia até as 16h (horário de Brasília) puxado pelo desempenho positivo da Vale (VALE3; VALE5), intrigou alguns investidores. O movimento foi brusco e seguiu perfeitamente a derrocada do fim do pregão dos índices norte-americanos Dow Jones e S&P 500. 

Segundo o trader da Daycoval Investimentos, Daniel Ximenes Almeida, os investidores estão cautelosos antes da confirmação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado e de uma divulgação mais clara de quais realmente serão os nomes da equipe econômica de uma eventual gestão do vice-presidente Michel Temer. 

Por causa disso, o mercado aproveitou a queda lá fora para realizar os ganhos dos últimos dois pregões, nos quais o benchmark da bolsa fez 5,04% de alta. “Todo mundo vê uma realização lá fora e começa a corrigir. Aqui veio junto com o movimento externo”, explica.

PUBLICIDADE

E o que puxou o moviemento externo? Dois fatores: o primeiro é a decisão decepcionante do BoJ (Bank of Japan) em não dar mais estímulos à economia japonesa mesmo com a deterioração da atividade econômica do país. O segundo é a fala do megainvestidor bilionário Carl Icahn de que zerou sua posição na Apple. 

Os comentários de Icahn fecham uma semana de pesadelo para as empresas de tecnologia norte-americanas. Com a exceção do Facebook, quase todas tiveram retração após uma série de resultados decepcionantes. É o caso de Microsoft e Alphabet, por exemplo.

O recuo, que foi o maior em três anos para a empresa, puxou a derrocada final dos índices dos EUA, que coincidiu com o movimento do Ibovespa. 

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; CLIQUE AQUI e baixe!

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

PUBLICIDADE

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa