Empresas de tecnologia derrubam as bolsas nos EUA

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas operam sem uma tendência definida nesta terça-feira. Os índices Nasdaq e S&P 500 operavam no negativo há pouco, enquanto o Dow apresenta ligeira alta. A volatilidade é grande e o volume continua baixo, em decorrência dos problemas com a eleição, apesar do candidato Bush ter sido declarado vitorioso. Prejuízos significantes em papéis de empresas de semicondutores, operações de rede, fibra ótica e outras ações de tecnologia estão derrubando s Nasdaq e começaram a afetar o Dow.

As ações do setor de tecnologia, ao lado das de telecomunicações lideram as quedas, com raras exceções. Por outro lado, as empresas farmacêuticas e as instituições financeiras se empenham em reduzir a pressão no índice Dow Jones.

O índice Dow Jones, que concentra as blue chips norte-americanas, opera em alta de
0,26% a 10.573,37 pontos. Os destaques de alta são Alcoa (+4,19%), American Express (+4,01%), International Paper (+3,71%), Home Depot (+1,78%) e Philip Morris (+1,37%). Os destaques de queda são Kodak (-5,97%), Microsoft (-3,80%), HP (-3,15%), At&T (-2,65%) e GM (-2,52%).

O índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia, opera em forte queda de
2,94% a 2.795,85 pontos. Os destaques de queda são para o setor de hardware, Apple (-1,34%), Sun (-2,76%) e Dell (-6,14%), para o setor de semicondutores, Applied Materials (-7,79%), PMC-Sierra (-6,76%) e Altera (-2,75%) e para o setor de software, Adobe (-5,00%), Siebel (-4,59%) e PeopleSoft (-3,46%). Os poucos destaques de alta são Cisco (+2,25%) e Ericsson (+1,10%).

O índice S&P 500 apresentava queda de 0,61%, a 1.340,76 pontos. Os principais destaques de queda entre as 500 maiores empresas norte-americanas ficam com a Broadcom (-9,61%), Compaq (-9,35%), Yahoo (-8,41%), Qualcomm (-6,36%), AOL (-4,14%), Lucent (-3,73%), Nortel (-3,50%) e Oracle (-2,43%). Os destaques de alta são as farmacêuticas Abbott Labs (+3,77%) e Eli Lilly (+3,03%), as instituições financeiras Bank of New York (+2,37%) e Citigroup (+0,92%) e para a petroleira Exxon Mobil (+0,94%).

Compartilhe