Aumento de 16% por ano

Empresas de blockchain devem liderar crescimento até 2024, afirma Goldman Sachs

Analistas do banco afirmam que há uma correlação maior entre o Bitcoin e os retornos de índices de ações nos últimos meses

Por  CoinDesk

Empresas ligadas ao setor de blockchain devem passar por crescimento de receita de dois dígitos pelos próximos dois anos, liderando a alta em relação ao resto do mercado, apontou o Goldman Sachs em relatório publicado ontem (6).

O banco ressaltou que ações de empresas com exposição ao setor de blockchain têm, em média, uma performance 8% mais baixa do que o S&P 500 no acumulado do ano — caindo 13%, em comparação com a queda de 5% do índice.

No entanto, segundo o time de estrategistas liderado por David Kostin, apesar dessa performance, espera-se que as empresas do ramo expandam a receita em 16% anualmente até 2024, bem mais do que o crescimento médio de 9% projetado para demais companhias com ações listadas nas bolsas americanas.

O relatório afirma que um portfólio igualmente equilibrado dessas mesmas ações teve retorno de 3% durante o rali de 19% do Bitcoin (BTC) desde o fim de janeiro, em comparação com um retorno fixo do S&P 500. Além disso, as ações de empresas de blockchain apresentaram uma correlação de 67% com a criptomoeda nos últimos seis meses.

O banco aponta que, embora essas ações estejam ligadas ao Bitcoin, há uma correlação maior entre a própria criptomoeda e os retornos de índices de ações nos últimos meses.

Na análise, o Goldman Sachs levou em conta 26 ações americanas com exposição a blockchain e criptomoedas, com capitalização de mercado acima de US$ 1 bilhão.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe