Empresários apontam carga tributária como principal entrave para crescimento

Segundo índice empresarial, há quatro anos carga está em primeiro lugar; em maio, taxa de juros vem em seguida

Por  Flávia Furlan Nunes -

SÃO PAULO – A carga tributária brasileira é vista como o maior entrave para o crescimento das empresas do País, segundo 77% dos 150 presidentes que formam o LIDE – Grupo de Líderes Empresariais.

De acordo com o Índice LIDE-FGV de Clima Empresarial, divulgado nesta terça-feira (15) durante seminário, já faz quatro anos que impostos e taxas pagos ao Governo têm mais de 75% dos votos e estão em primeiro lugar entre os motivos que impedem o crescimento na opinião dos empresários que formam o grupo.

Além da carga tributária, taxa de juros (10%), nível de procura (8%) e cenário político (4%) foram apontados como fatores que barram o crescimento empresarial brasileiro.

Negócios e empregos

Com relação a situação dos negócios, 70% dos empresários disseram que houve melhora desde março deste ano. A pesquisa ainda indicou que 25% deles afirmaram que a situação está igual ao terceiro mês do ano, enquanto apenas 5% acreditam que piorou.

Dentre as esferas governamentais que ajudaram na evolução dos negócios, com a eficiência dos serviços prestados, o Estado de São Paulo está com a maior pontuação 5,6, o que o classifica entre regular e bom. Em seguida vem a esfera Municipal, com 5,4, e a Federal, com 4,2 de pontuação e classificação entre ruim e regular.

A pretensão de empregar dos empresários que formam a LIDE é maior do que os que pretendem demitir: proporção de 54% contra 4%. Já os que desejam manter o mesmo quadro de funcionários somam 42%.

Clima empresarial

O Índice LIDE-FGV de Clima Empresarial foi de 6,6 no mês de maio de 2007, reafirmando a melhora que se iniciou no mesmo período do ano passado (5,3), o que classifica o clima empresarial entre regular e bom. O índice é o melhor dos últimos dois anos e é medido em uma escala de 0 a 10 em que os empresários avaliam o Governo, os negócios e empregos.

Compartilhe