Crise cripto

Empresa acusa fundo Three Arrows Capital de fazer “esquema Ponzi”

A 3AC pegou emprestado de quase todos os credores institucionais da indústria para alavancar suas posições, disse a FSInsight

Por  CoinDesk -

A indústria de criptomoedas foi “abandonada” nas últimas semanas por um “esquema Ponzi no estilo de [Bernard] Madoff”, diante de um caso similar ao que “afundou o Long Term Capital Management (LTCM)”, disse a empresa de research FSInsight em um relatório na sexta-feira (24) analisando as implicações da implosão do fundo de hedge de criptomoeda Three Arrows Capital (3AC).

Madoff nesse cenário seriam os fundadores da 3AC, Su Zhu e Kyle Davies, que usaram sua reputação para “pegar emprestado de forma imprudente de quase todos os credores institucionais do meio”, resultando em dor para alguns grandes nomes da indústria, incluindo a Voyager Digital, Babel Finance e BlockFi, afirmou Sean Farrell, chefe de estratégia de ativos digitais da FSInsight.

No auge, os ativos sob gestão da 3AC eram supostamente superiores a US$ 18 bilhões, segundo a nota. No entanto, dado o montante da dívida que agora se sabe ter sido emprestado a eles, não está claro neste momento quanto patrimônio real estava em risco.

É provável que a dupla estivesse simplesmente “usando fundos emprestados para pagar juros sobre empréstimos emitidos por credores, enquanto maquiavam os números para mostrar retornos maciços sobre o capital”, diz o relatório.

Dado o tamanho da exposição que empresas como Voyager e BlockFi tinham ao fundo, parece que a grande maioria dos ativos da 3AC foi comprada com dívida e sua taxa de garantia era bastante pequena, segundo Farrell.

  • Assista: O que aconteceu com El Salvador com a queda de 75% do Bitcoin?

Vários fatores contribuíram para essa perda de alavancagem e a queda do 3AC, disse a FSInsight.

“As condições macro precederam a destruição dos preços globais dos ativos, reduzindo o valor colateral de qualquer ativo criptográfico, e o 3AC investiu fortemente na LUNA/UST, o que não ajudou a situação, no entanto, achamos que a espiral descendente começou com a aposta alavancada do 3AC no Grayscale Bitcoin Trust (GBTC)”, afirma o relatório.

O principal problema do uso dessa operação pelo 3AC é que eles estavam altamente alavancados e, quando o negócio de arbitragem desapareceu, o 3AC provavelmente ainda estava bloqueado no GBTC, disse a FSInsight.

No entanto, em vez de sair com uma pequena perda após o desbloqueio, o 3AC provavelmente dobrou a aposta, esperando que o desconto convergisse para o valor patrimonial líquido (NAV) assim que um fundo negociado em bolsa (ETF) de Bitcoin (BTC) spot fosse aprovado, acrescentou Farell.

A FSInsight diz que esse trade acabará valendo a pena para os investidores pacientes, mas o momento não é claro, pois o ETF à vista pode ser aprovado em semanas, mas também pode levar anos.

“Preço baixo”

À medida que os preços dos ativos caíram e as chamadas de margem foram acionadas, o 3AC não conseguiu mais manter sua “cadeia de alavancagem em série”, o que causou problemas de falta de liquidez em todo o meio de empréstimo de criptomoedas, disse o relatório.

A natureza superalavancada dessa negociação de arbitragem é semelhante aos tipos de negociações que foram a “morte” para o Long Term Capital Management, acrescentou o relatório.

Dados recentes mostram capitulação entre os detentores de Bitcoin, disse o FSInsight, mas ainda existe o risco de que posições crescentes de mineradores possam ser uma fonte de mais pressão de venda.

Embora a imagem de curto prazo dos preços dos ativos digitais permaneça “traiçoeira”, o mercado atingiu uma área de preço baixo para o Bitcoin que os investidores de longo prazo devem aproveitar, completou.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe