Embraer (EMBR3) entrega 75 jatos no 4º tri e fecha 2023 com alta de 13% nas entregas

Carteira de pedidos firmes cresceu US$ 1,2 bilhão na comparação anual, atingindo US$ 18,7 bilhões em 2023

Felipe Moreira

Aeronave Phenom 300E da Embraer. Foto: Divulgação/Embraer

Publicidade

A Embraer (EMBR3) entregou 75 jatos no quarto trimestre de 2023, sendo 49 executivos (30 leves e 19 médios), 25 comerciais e uma aeronave militar C-390. O resultado representa um recuo de 6,3% frente aos 80 jatos entregues no quarto trimestre de 2022.

Em 2023, por sua vez, a Embraer somou 181 aeronaves entregues, uma alta de 13% na comparação com 2022, quando a companhia entregou 160.

Na aviação executiva, as 74 entregas de jatos leves em 2023 foram 12% superiores em relação a 2022 e o maior volume em 7 anos. Além disso, as 41 entregas de jatos médios também representaram uma alta de 2 dígitos no ano, de 14%.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Em Defesa & Segurança, o backlog da unidade de negócios foi de US$ 2,5 bilhões, uma alta de US$ 100 milhões na comparação anual.

Na Aviação Comercial, as entregas da família E-Jets aumentaram 12% na comparação
anual, subindo de 57 jatos em 2022 para 64 em 2023. As entregas do E2, por sua vez, mais que dobraram e foram o destaque do ano, passando de 19 aeronaves entregues em 2022 para 39 em 2023. O backlog da unidade de negócios chegou a 298 aviões no 4T23 em um total de US$ 8,8 bilhões, uma alta de US$ 200 milhões na comparação anual.

Já a carteira de pedidos firmes cresceu US$ 1,2 bilhão na comparação anual, atingindo um total de US$18,7 bilhões em 2023 – o maior volume registrado desde o primeiro trimestre de 2018.

Tópicos relacionados