Em dia negativo para os mercados, Tesouro obtém colocação razoável em leilão

Operação desta quinta-feira contou com duas ofertas de NTN série F, três ofertas de LTN e duas de LFT

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Dando sequência ao cronograma de emissões semanais de títulos públicos, o Banco Central, na condição de agente econômico do Tesouro Nacional, realizou mais um leilão nesta quinta-feira (21).

No evento, foram realizadas quatro ofertas de títulos públicos de longo prazo, as Notas do Tesouro Nacional série F, duas de pré-fixados de curto prazo (as LTN – Letras do Tesouro Nacional) e duas de títulos públicos pós-fixados (as LFT – Letras Financeiras do Tesouro).

NTN-F

SérieVencimentoQtde. OfertadaQtde. Vendida%Tx Média (% a.a.)
F01/01/20171.000.0001.000.00010011,8730
F01/01/20131.500.0001.500.00010011,5353

Aprenda a investir na bolsa

O Tesouro também ofertou outro lote de títulos com vencimento em 1/1/2017 e um com vencimento em 1/1/2014, mas nenhuma proposta foi aceita.

Os títulos de classe F são adquiridos com deságio em relação ao valor de face de R$ 1.000,00, além de pagarem um cupom semestral de juros de 10% ao ano. A rentabilidade é pré-fixada pela taxa interna de retorno do fluxo de pagamento dos cupons de juros e do deságio sobre o valor nominal do título.

LFT

VencimentoQtde. OfertadaQtde. Vendida%Tx Média (% a.a.)
07/03/2015500.000161.95032,40
07/03/2013500.000338.05067,6-0,0001

A rentabilidade da LFT é definida pela taxa Selic acumulada entre as datas de emissão e resgate, sobre o valor nominal atualizado pelo fator SELIC entre a data base e a data de liquidação. A rentabilidade inclui ainda a chamada taxa de deságio, obtida quando o título é adquirido abaixo do valor de face.

LTN

PUBLICIDADE

VencimentoQtde. OfertadaQtde. Vendida%Tx Média (% a.a.)
01/04/2010150.00025.00016,69,4199
01/01/20113.000.0003.000.0001009,9152

As LTN são títulos de renda fixa emitidos pelo Tesouro Nacional, cuja sigla significa Letras do Tesouro Nacional. São títulos de remuneração pré-fixada, cujo principal objetivo é prover recursos necessários à cobertura de déficits orçamentários ou à realização de operações de crédito por antecipação de receita e para atendimento a determinações legais.

O prazo dos papéis depende das definições do Ministério da Fazenda e do interesse do mercado. A remuneração se dá pela diferença entre o preço da emissão, considerando o deságio do título, e o valor de resgate.