Em clara tendência de baixa, VIX pode levar S&P 500 de volta aos 1.000 pontos

Índice de volatilidade tende a manter tendência primária e impulsionar os mercados; volume abaixo da média gera ceticismo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A forte relação entre desempenho do VIX (Volalitily Index) e do mercado norte-americano vem mostrando-se verdadeira a cada pregão, tornando o índice de volatilidade um bom parâmetro de sensibilidade e indispensável nas análises diárias.

À volta aos níveis de setembro do ano passado, mês marcado pela concordata do Lehman Brothers, comprova a maior confiança dos investidores na recuperação ao menos no curto prazo, dando impulso para os principais índices de ações norte-americanos.

Em entrevista à agência de notícias CNBC, Richard Sparks, analista sênior da Schaeffer´s Investment Research, afirmou que acredita na continuidade da queda do VIX e prevê o S&P 500 na casa dos 1.000 pontos caso seja mantida a tendência declinante do “indicador do pânico”.

Aprenda a investir na bolsa

Contudo, há um alerta. Sparks observou que o rali de baixa do VIX verificado nos últimos meses foi acompanhado com um baixo volume correspondente, um dado relevante tendo em vista que o volume indica a força do movimento.

Summertime

Segundo ele, o baixo volume verificado se deve à temporada de verão nos EUA. Inúmeros especialistas do mercado consideram esta época como um período de poucas negociações em bolsa, uma vez que os agentes estão entrando em férias e se livram de suas posições.

“O volume não foi forte o suficiente para os bulls declararem vitória completa. O movimento foi muito bom, mas para os bulls declararem vitória o volume deve aumentar”, enfatizou Sparks.

Analistas norte-americanos também chamam atenção para a próxima sessão, já que o pregão será marcado pelo vencimento de contratos de VIX.