Meme coin

Elon Musk anuncia que Tesla vai aceitar Dogecoin e criptomoeda dispara 33%

Bilionário dá mais uma demonstração de força para influenciar mercados um dia após ser eleito Pessoa do Ano pela revista Time

Por  Paulo Alves -

O CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou na manhã de hoje que a empresa passará a aceitar pagamentos em Dogecoin (DOGE) para a compra de produtos de merchandising, como camisetas e brindes. Não há previsão para liberar aquisição de veículos da marca com a criptomoeda.

Ainda assim, o anúncio, via Twitter, impactou fortemente o preço da meme coin, que disparou 33%, para US$ 0,21, em mais uma demonstração de força para influenciar mercados um dia depois de Musk ser eleito Pessoa do Ano pela revista Time.

“A Tesla fará alguns produtos compráveis com Doge e verá no que vai dar”, disse o bilionário.

Musk é um apoiador público da Dogecoin desde o final de 2020. Em fevereiro deste ano, ele tuitou a palavra “Doge” e uma brincadeira com a expressão “indo para a lua”, e provocou um aumento repentino no preço da moeda. No mesmo mês, ele postou uma foto editada de “O Rei Leão” incluindo um cachorro da raça Shiba Inu, mascote da Dogecoin, e o valor do ativo voltou a saltar.

Em maio, ele revelou estava trabalhando com desenvolvedores para melhorar a eficiência da Dogecoin, o que impulsionou o valor de mercado da cripto em 22%. Em junho, ele tuitou que era “importante apoiar” uma proposta que buscava reduzir as taxas da Dogecoin.

Musk defendeu a moeda meme novamente na matéria de capa da Time de segunda-feira (13). Afirmando que o Bitcoin (DOGE) não seria um bom substituto para moeda transacional, ele apontou que a Dogecoin seria mais adequada para esta tarefa, mesmo tendo sido criada originalmente como uma piada.

″[O] volume de transações de Bitcoin é baixo e o custo por transação é alto”, disse ele, ressaltando que a DOGE “incentiva as pessoas a gastar, ao invés de ser uma espécie de tesouro como reserva de valor”.

Especialistas em criptoativos, no entanto, historicamente criticam a posição do CEO da Tesla, dizendo que a Dogecoin não tem uma tecnologia avançada o suficiente para se tornar uma referência em pagamentos. Um dos problemas é, por exemplo, seu alto nível de centralização, com poucos investidores detendo boa parte da oferta do ativo.

Apesar dos elogios à Dogecoin, o executivo não é um dos maiores otimistas com as criptomoedas como um todo. Na mesma entrevista, ele afirmou que, ao contrário dos maiores entusiastas, “duvida que as criptos substituirão a moeda fiduciária”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe