Guru

El-Erian: economia americana mostra sinais de melhora para o longo prazo

População do país, contudo, continua descrente sobre a saída da crise

Por  Tatiana Fernandes Gurjão -

SÃO PAULO – A confiança na retomada da economia norte-americana está difícil de aperecer, apesar de os números do país estarem mostrando melhora, avalia em artigo publicado no site Foreign Policy o CEO da Pimco – a maior gestora de renda fixa -, Mohammed El-Erian.

“Os dados sobre sentimento de consumo melhoraram e os sobre emprego vieram muito bons, mas os americanos estão hesitantes em reconhecer os sinais de recuperação no longo prazo”, escreveu em relatório divulgado nesta sexta-feira (23).

De acordo com El-Erian, a cautela da população se deve aos reflexos da crise de 2008, que continuam a pairar sobre os índices de emprego do país, como os 5 milhões de desempregados nos EUA. Na visão dele, o fato de o país ter perdido um dos ratings AAA que detêm também colabora para calibrar a desconfiança com a recuperação da economia, pois fez com que os EUA saíssem de sua zona de conforto.

A mudança do cenário pessimista, no entanto, pode estar nas mãos do presidente Barack Obama, diz o CEO. Segundo ele, com o início de seu segundo mandato, Obama tem uma importante oportunidade de converter em energia positiva o elevado grau de ansiedade sobre a economia e a visão financeira.

“Esperamos que os partidos políticos colaborem com ele [Obama] e esqueçam rixas para trabalhar para o bem comum do país”, avaliou.

Compartilhe