Segredo de Midas

Eike Batista é preso novamente em desdobramento da Lava-Jato no Rio

A prisão é temporária e guarda relação com o depoimento em delação premiada do banqueiro Eduardo Plass.

SÃO PAULO – A Polícia Federal está nas ruas nesta quinta-feira (8) em mais um desdobramento da Operação Lava-Jato no Rio de Janeiro, chamada Segredo de Midas, que culminou na prisão do empresário Eike Batista. A prisão é temporária e guarda relação com o depoimento em delação premiada do banqueiro Eduardo Plass.

As ordens foram expedidas pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal do Rio.

Agentes da PF ainda cumprem outro mandado de prisão e mais quatro de busca e apreensão. Parte das buscas são realizadas em endereços ligados aos filhos do empresário, Olin e Thor. 

PUBLICIDADE

A PF informa que a operação tem como objeto ‘a busca de provas relativas à manipulação do mercado de capitais e à lavagem de dinheiro’.

Condenado a 30 anos por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, o empresário foi preso em janeiro de 2017. Três meses depois, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que Eike cumprisse a pena em casa.

Invista melhor seu dinheiro: abra uma conta na XP – é grátis!