Economia japonesa deverá crescer moderadamente

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

O relatório referente à reunião da Política Monetária do Banco do Japão aponta recuperação gradual da economia japonesa, mas também destaca o menor crescimento das exportações. De um modo geral, a economia segue tendência de crescimento gradual, liderada pelos investimentos diretos das empresas. Além disso, o Governo prevê um acompanhamento cuidadoso do reflexo que as economias externas e o mercado de capitais mundial pode ter na economia nacional japonesa.

Os investimentos públicos estão decrescendo gradualmente desde a implantação do orçamento complementar, no ano fiscal de 1999. Contudo, é esperado um aumento dos gastos públicos quando o Governo japonês anunciar um novo pacote econômico de estímulos à economia.

No comércio exterior, as exportações líquidas, que antes estavam subindo, podem apresentar déficit em 2001. As vendas ao exterior estão sendo negativamente pressionadas pelo aumento dos estoques de algumas matérias-primas e componentes eletrônicos nas economias do leste da Ásia. Quanto às importações, o preço de alguns produtos importados está subindo, causado pelo aumento mundial do preço das commodities, como o petróleo.

Com relação à demanda interna, a lacuna referente à contenção dos empregos e da estagnação da renda pressiona o consumo privado, que continua fraco. Por outro lado, os investimentos diretos das empresas apresentam tendência de crescimento. Os lucros corporativos estão crescendo e as empresas dos setores que apresentam alto grau de crescimento estão adotando ações positivas, investindo e gerando empregos.

No mercado financeiro, a taxa de overnight está em torno de 0,25%. Os títulos de longo prazo do Governo japonês tem rendimento de 1,65%, e o spread entre os títulos privados e os públicos permanecem estáveis. A moeda japonesa está depreciada em relação ao início de novembro, do mesmo modo que as cotações de ações. É esperado que a neutralidade entre a oferta e a demanda no mercado doméstico aconteça aos poucos, no mesmo sentido, o crescimento da economia tende a ser moderado. Do mesmo modo, as ações e a moeda devem seguir a tendência macroeconômica e a valorização ser gradual.

Compartilhe