Previsão

Economia brasileira foi a grande decepção de 2012, diz HSBC

Gestora de recursos vê crescimento de 1% no PIB nacional este ano; para 2013, projeção é de alta de 3%

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O fraco desempenho econômico do Brasil foi a grande decepção deste ano, afirmou nesta terça-feira (4) o diretor de investimentos da HSBC Global Asset Management, Mario Felisberto.

“A surpresa com o baixo crescimento foi ainda maior, porque veio mesmo com a queda dos juros e uma série de medidas de estímulo”, disse o executivo, durante apresentação de perspectivas para o próximo ano.

Ele lembra que, no final do ano passado, o mercado projetava crescimento entre 3% e 4% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional. No entanto, as perspectivas foram diminuindo ao longo dos meses e a confirmação de uma expansão leve na economia brasileira veio com o último dado do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Depois do indicador, o HSBC seguiu o mercado e voltou a cortar a previsão para o crescimento do PIB este ano, de 1,5% para 1%. Para o ano que vem, a gestora de recursos vê expansão de 3%, contra estimativa anterior de 3,5%.

Na opinião de Felisberto três fatores principais podem ter influenciado esse resultado abaixo do previsto: o impacto da fraqueza internacional sobre a economia doméstica; o efeito limitado de medidas de estímulo, que funcionaram na época da crise de 2008; e a queda do investimento fixo.