AO VIVO Por Dentro dos Resultados: Alpargatas (ALPA4) - os detalhes do resultado da empresa em 2020 em entrevista ao vivo com CEO

Por Dentro dos Resultados: Alpargatas (ALPA4) - os detalhes do resultado da empresa em 2020 em entrevista ao vivo com CEO

Eleições

“É exagero falar que Aécio está fora do jogo após Ibope”, diz cientista político

Vitor Oliveira destaca que momento é de analisar como Marina Silva irá se defender dos ataques que sofrerá dos outros dois candidatos

SÃO PAULO – A pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) mostrou uma disparada nas intenções de voto para a candidata do PSB, Marina Silva, ressaltando o poder dela de “roubar” grande parcela dos votos, principalmente dos eleitores que se mostravam indecisos. Apesar deste novo cenário eleitoral, o consultor político Vitor Oliveira destaca que ainda não há nada certo sobre as eleições.

“O resultado, em um primeiro momento foi horrível para Aécio e ruim para a Dilma”, diz Oliveira, destacando que o candidato tucano não pode ser considerado fora da disputa. “Apesar dos números, o Ibope não foi tão desastroso para Aécio. É exagero falar que ele é uma carta fora do baralho agora”, completa.

Segundo ele, o momento agora é de acompanhar quais serão as estratégias de cada candidato e como Marina irá se defender dos ataques que vai sofrer, com início no debate desta noite. “Com certeza Marina será atacada, e muito, resta ver como ela conseguirá se defender”, afirma Oliveira, que ainda ressalta a dificuldade que será atacar a candidata do PSB. “Se com a Dilma usam a Petrobras e a economia, com o Aécio já ocorreu o fato do aeroporto. Mas com Marina pode ser difícil achar uma boa arma”, diz.

O consultor ainda destaca que é muito cedo para dizer que Marina será eleita e que o cenário atual nem pode se dizer que ela é favorita. “Este Ibope está longe de significar que Marina será eleita”, diz Oliveira. “Este é o melhor momento de Marina este pode ser o teto dela nas pesquisas, mas resta ainda ver qual o teto de Aécio”, completa ele dizendo que o candidato tucano ainda pode subir bastante nas intenções.

Por fim ele destaca o fato de que Dilma caiu na pesquisa mesmo com sua avaliação melhorando um pouco. “Esses números podem mostrar que os votos que Marina roubou são realmente importantes. É como se fosse um crescimento orgânico de sua candidatura, o que pode ser relevante no resultado”, diz Oliveira, ressaltando que ainda não há como confirmar esse cenário.

A pesquisa
No Ibope desta terça-feira, Marina Silva confirmou a tendência mostrada no último Datafolha e ganhou força. No primeiro turno, a candidata do PSB abriu 10 pontos de vantagem sobre Aécio Neves, ficando no segundo lugar com 29% das intenções de voto, contra 19% do tucano. Enquanto isso, Dilma Rousseff (PT) se manteve no primeiro lugar com 34% das intenções.

Em uma simulação de segundo turno, Marina seria eleita com 45% dos votos, enquanto Dilma ficaria com 36%. Neste cenário ainda há 11% de indecisos e 9% de eleitores que anulariam o voto. Contra Aécio, Dilma venceria por 41% contra 35%, enquanto 12% se mostraram indecisos e outros 12% anulariam o voto.

Apesar das mudanças do cenário eleitoral com a morte de Eduardo Campos, esta pesquisa confirmou a força de Marina Silva em “roubar” os votos de outros candidatos e da parcela que se mostrava indecisa. Com a entrada de Marina, Dilma e Aécio perderam 4 pontos cada um, enquanto os “nanicos” caíram 3 pontos. Já os que anulariam ou votariam em branco recuou 6 pontos.