Dow Jones Futuro sobe na volta do feriado e bolsas da Europa avançam

Banco Central da Inglaterra deve manter taxas de juros estáveis ​​em 5,25%

Felipe Moreira

Publicidade

Na volta do feriado de Juneteenth, os investidores em Wall Street aguardam pelo o índice de atividade do Fed Filadélfia, pedidos de seguro-desemprego e transações correntes nos EUA nesta quinta-feira (20). Os índices futuros dos mercados americanos registram leves ganhos no início da manhã.

O destaque da sessão é a decisão sobre juros do Banco Central da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). O Banco manteve a taxa de juros no maior nível em 16 anos, a 5,25%, e algumas autoridades disseram que sua decisão de não reduzir os custos de empréstimos está agora “finamente equilibrada”.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita 

Continua depois da publicidade

Estados Unidos

Os índices futuros dos Estados Unidos operam com ganhos, caminhando para subir ainda mais depois de atingir novos recordes no início da semana.

Os investidores parecem otimistas após números fracos das vendas do varejo na terça-feira sugerirem que as famílias americanas estão começando a controlar os gastos – uma indicação de um abrandamento no crescimento econômico que poderá dar à Federal Reserve espaço para reduzir as taxas de juro. Além disso, dois integrantes do BC discursam hoje.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

Continua depois da publicidade

Dow Jones Futuro: +0,06%

S&P 500 Futuro: +0,39%

Nasdaq Futuro: +0,61%

Continua depois da publicidade

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam sem direção única, após o banco central chinês (PBoC) mais uma vez deixar suas principais taxas de juros inalteradas. Com se previa, o PBoC manteve as chamadas LPRs, seus juros de referência, nos níveis atuais pelo quarto mês consecutivo. Ontem, o presidente do BC chinês, Pan Gongsheng, sinalizou que a instituição poderá adotar uma taxa de curto prazo como principal referência de sua política monetária.

Shanghai SE (China), -0,42%

Nikkei (Japão): +0,16%

Continua depois da publicidade

Hang Seng Index (Hong Kong): -0,52%

Kospi (Coreia do Sul): +0,37%

ASX 200 (Austrália): 0,00%

Continua depois da publicidade

Europa

Os mercados europeus operam em alta, com investidores atentos a decisões de juros dos bancos centrais do Reino Unido e Noruega. O Banco da Inglaterra manteve os juros no maior nível em 16 anos, a 5,25%, e algumas autoridades disseram que sua decisão de não reduzir os custos de empréstimos está agora “finamente equilibrada”. O Comitê de Política Monetária banco central votou por 7 a 2 para manter os juros antes da eleição em 4 de julho, em linha com as expectativas dos economistas em uma pesquisa da Reuters.

Já o Banco Suíço reduziu nesta quinta sua taxa básica de juros em 0,25 ponto percentual, para 1,25%, uma medida que foi antecipada por dois terços dos economistas consultados pela Reuters.

FTSE 100 (Reino Unido): +0,19%

DAX (Alemanha): +0,57%

CAC 40 (França): +0,58%

FTSE MIB (Itália): +0,96%

STOXX 600: +0,45%

Commodities

Os preços do petróleo do Brent subiram nos primeiros negócios desta quinta-feira, à medida que os tanques israelenses avançaram para Gaza, enquanto os futuros do petróleo dos EUA caíram devido à perspectiva de aumento dos estoques de petróleo.

Já as cotações do minério de ferro na China fecharam no vermelho, com traders avaliando os altos estoques portuários e as perspectivas de cortes na produção de aço bruto na China, principal consumidor, contra a retomada da produção em algumas siderúrgicas.

Petróleo WTI, -0,18%, a US$ 81,42 o barril

Petróleo Brent, +0,20%, a US$ 85,24 o barril

Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve queda de 0,36%, a 824,50 iuanes, o equivalente a US$ 113,56

Bitcoin