Dow Jones futuro cai após recordes em Wall Street; veja desempenho das bolsas globais

As ações em NY fecharam em nova máxima histórica na véspera com a recuperação do setor de tecnologia

Felipe Moreira

(Getty Images)
(Getty Images)

Publicidade

O Banco Central do Japão (BoJ) manteve nesta sexta-feira (14) a taxa de juros e sinalizou que pode reduzir o volume de compras de títulos do governo japonês (JGBs) na reunião de julho.

Nos EUA, após a queda inesperada do índice preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) na véspera, investidores aguardam pelo dados da confiança do consumidor de junho, que inclui as expectativas para inflação americana em 1 e 5 anos. Além da confiança ao consumidor, saem os preços de importados de maio, com consenso LSEG prevendo alta de 0,1%.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita 

Continua depois da publicidade

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam sem direção única, após o S&P500 e o Nasdaq fecharem em nova máxima histórica com a recuperação do setor de tecnologia, com os rendimentos do Tesouro afundando devido às apostas de que o Federal Reserve (Fed) reduzirá as taxas este ano em meio a sinais de desinflação.

Os preços ao produtor dos Estados Unidos caíram inesperadamente em maio em meio a custos mais baixos de energia, outra indicação de que a inflação estava diminuindo depois de saltar no primeiro trimestre.

No after hours, a Adobe saltou 15% depois que os resultados do segundo trimestre fiscal superaram as estimativas do consenso de mercado. A Adobe também elevou sua projeção para o ano inteiro, tornando a empresa um destaque em comparação com seus pares no espaço de software que citam ventos contrários ligados às tendências macroeconômicas.

Continua depois da publicidade

Veja o desempenho dos mercados futuros:

Dow Jones Futuro: -0,55%

S&P 500 Futuro: -0,28%

Continua depois da publicidade

Nasdaq Futuro: -0,01%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam majoritariamente em alta, com a de Tóquio se recuperando após o Banco do Japão (BoJ) manter o atual volume de compras de títulos do governo japonês (JGBs) por enquanto.

O índice Nikkei subiu 0,24% em Tóquio, revertendo perdas da abertura, após o BoJ não apenas deixar seu juro básico inalterado, mas também decidir que seguirá comprando JGBs no ritmo atual. O BC japonês sinalizou que pretende reduzir as aquisições dos títulos, mas que detalhes só serão definidos em sua próxima reunião, no fim de julho.

Continua depois da publicidade

Shanghai SE (China), +0,12%

Nikkei (Japão): +0,24%

Hang Seng Index (Hong Kong): -0,94%

Continua depois da publicidade

Kospi (Coreia do Sul): +0,13%

ASX 200 (Austrália): -0,33%

Europa

Os mercados europeus caem em bloco após abertura positiva, em dia de dados da balança comercial da zona do euro.

FTSE 100 (Reino Unido): -0,07%

DAX (Alemanha): -0,53%

CAC 40 (França): -1,46%

FTSE MIB (Itália): -1,55%

STOXX 600: -0,26%

Commodities 

Os preços do petróleo sobem na sessão desta sexta-feira, mas caminham para o seu primeiro ganho semanal em quatro semanas, à medida que os mercados avaliavam o impacto das taxas de juro mais altas durante mais tempo nos EUA versus as perspectivas sólidas para a procura de petróleo bruto e de combustível este ano.

Já as cotações do minério de ferro na China fecharam em baixa pela segunda sessão consecutiva, apoiadas pela produção de metal quente acima do esperado, embora as preocupações com a demanda e os altos estoques portuários no principal consumidor, a China, tenham pressionado os preços para baixo pela terceira semana seguida.

O minério de ferro de referência SZZFN4 de julho na Bolsa de Cingapura subiu 0,23%, para US$ 107,1 a tonelada.

Petróleo WTI, -0,41%, a US$ 78,30 o barril

Petróleo Brent, -0,23%, a US$ 82,56 o barril

Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,97%, a 827,50 iuanes, o equivalente a US$ 114,03

Bitcoin

(Com Reuters)