Dow Jones e S&P 500 caem após dados impulsionarem rendimentos dos Treasuries

Mercado futuro de juros dos EUA precificava chance de 58% de um corte na taxa básica em junho, abaixo dos 64% de uma semana atrás

Reuters

Publicidade

Os índices Dow Jones e S&P 500 caíram nesta segunda-feira (1), pressionados pelas preocupações de investidores sobre o momento dos cortes na taxa de juros pelo Federal Reserve, depois que dados de manufatura mais fortes do que o esperado impulsionaram os rendimentos dos Treasuries.

O Instituto de Gestão do Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou que seu Índice de Gerentes de Compras (PMI) do setor manufatureiro aumentou para 50,3 no mês passado, a maior e primeira leitura acima de 50 desde setembro de 2022, de 47,8 em fevereiro. Isso sugeriu que o setor manufatureiro, que tem sido combalido por juros mais altos, estava se recuperando.

O índice de tecnologia Nasdaq fechou ligeiramente em alta, juntamente com o setor de tecnologia do S&P 500. Um índice de semicondutores subiu 1,2%.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Os rendimentos dos Treasuries de dez anos e de dois anos saltaram para picos em duas semanas após os dados do setor industrial.

O Dow Jones caiu 0,60%, para 39.566,85 pontos. O S&P 500 perdeu 0,20%, para 5.243,77 pontos. O Nasdaq ganhou 0,11%, para 16.396,83 pontos.

O mercado futuro de juros dos EUA estava precificando uma chance de 58% de um corte na taxa básica em junho, abaixo dos 64% de uma semana atrás, de acordo com a ferramenta FedWatch da CME.

Continua depois da publicidade

“Preferiríamos uma economia mais forte com menos cortes nos juros do que uma economia mais fraca com mais cortes nos juros, mas, em uma base de curto prazo, a narrativa mudou para cerca de três cortes nos juros”, disse Keith Lerner, estrategista-chefe de mercado da Truist Wealth.

Autoridades sênior do Fed — o diretor Christopher Waller e o presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic — disseram ter preferência por menos de três cortes este ano.

A maioria dos setores do S&P 500 apresentou queda, com os setores imobiliário, de saúde e de serviços públicos entre os piores desempenhos. O setor de energia obteve ganhos com a alta dos preços do petróleo bruto.