Dow fecha em ligeira baixa enquanto Nasdaq apresenta alta

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

19:50h – 24/01
InfoMoney

SÂO PAULO – As bolsas norte-americanas fecharam com sinais contrários nesta quarta-feira, após um dia bastante volátil. Os setores que mais se destacaram foram o financeiro e o de tecnologia.

O McDonalds, maior rede mundial de fast-food, divulgou hoje lucro 7% abaixo da projeção de analistas no quarto trimestre de 1999, derrubando o preço de suas ações (-6,27%). No entanto, a divulgação de lucros da Compaq (+8,98%) acima do esperado pelo mercado impulsionou suas ações; assim como as da Lucent (+4,32%), que anunciou um projeto de reestruturação que cortará custos no valor de US$2 bilhões, além de demitir 16 mil funcionários até o final do ano.

O índice Dow Jones, que concentra as “blue chips” norte-americanas, fechou o dia com ligeira queda de 0,03%, cotado a 10.646,97 pontos. As baixas ficaram por conta de companhias como Johnson&Johnson (-2,29%), General Motors (-1,84%), GE (-0,80%) e Boeing (-0,11%). As maiores altas foram obtidas pelas ações da Microsoft (+3,92%), que entrou em acordo com a Sun (+3,76%) a respeito do uso da tecnologia Java, AT&T (+3,75%), J.P.Morgan Chase (+3,02%), Intel (+2,47%) e ALCOA (+1,84%).

Já o índice Nasdaq, composto por empresas do setor de tecnologia, valorizou-se 0,66%, fechando o dia a 2.859,15 pontos. Algumas ações responsáveis pela alta foram: Amazon (+15,42%), a empresa de saúde Pacificare (+13,17%) que ontem havia subido 34%, Yahoo (+10,07%) e Dell (+2,84%). Por outro lado, a Oracle (-4,52%), Qualcomm (-4,11%), Ericsson (-2,59%) e JDS (-1,27%) apresentaram quedas.

O S&P 500, que engloba as 500 maiores empresas norte-americanas, fechou em alta de 0,29%, a 1.364,30 pontos. As ações da America Online (+2,95%), Coca-Cola (+2,09%), HP (+2,00%) e Walt Disney (+1,67%) apresentaram boas valorizações. Em baixa fecharam empresas como a Sara Lee (+4,66%), Norfolk (-4,60%), Verizon (-3,60%), e a empresa farmacêutica Bristol – Myers que mesmo após ter anunciado lucro de 11% no quarto trimestre de 2000 (em comparação ao mesmo período de 1999) fechou em queda de 2,08% após divulgar falhas na pesquisa de um novo medicamento.

Compartilhe