Economia

Dólar Ptax termina ano com alta de 8,94%, a terceira maior alta da era PT

Governo Dilma Rousseff viu o dólar Ptax avançar em ambos os anos desde o início do mandato; moeda  agora acumula ganhos de 22,64% desde 2011

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O dólar Ptax fechou 2012 aos R$ 2,0435 – uma alta de 8,94% frente ao patamar de início de ano. Essa valorização, a terceira desde que o PT (Partido dos Trabalhadores) assumiu o governo, é a menor alta desde que o partido conquistou a presidência pela 1ª vez – quando Lula tomou posse em janeiro de 2003, segundo dados compilados pela Economática.

Com isso, Dilma Rousseff conquista o seu 2º ano de mandato tendo visto o dólar Ptax avançar tanto em 2011 quanto 2012, acumulando ganhos de 22,64% – também de acordo com a consultoria. Isso demonstra o período turbulento que a economia mundial passa durante o mandato da presidenta.

Além de ser considerado um ativo seguro, o dólar tende a se valorizar em épocas de dificuldade por conta da saída de capital estrangeiro do país – que passa a aplicar em países tido como mais seguros, como os Estados Unidos e Alemanha. 

Por conta de um ambiente econômico mais favorável, seu predecessor, Lula, só viu o dólar Ptax avançar uma vez durante seus oito anos de governo, em 2008. A crise financeira mundial daquele ano demonstra essa relação entre a alta do dólar e o medo: naquele ano, o dólar Ptax subiu 31,94%, amparados no temor de que a economia entraria em depressão. 

A maior queda foi do ano subsequente, quando a moeda se desvalorizou em 25,49% – quando o mercado voltou a tomar mais riscos. A recuperação econômica do ano seguinte – com crescimento de 7,5% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro em 2010 -, esbarrou no estouro da crise dos PIIGS (Portugal, Itália, Irlanda, Grécia e Espanha) na Europa, que novamente trouxe turbulência ao mercado