Dólar comercial amplia ritmo de queda e beira R$ 2,01 no começo da tarde

Moeda atinge menor cotação deste outubro de 2008, em sessão positiva para renda variável; Ibovespa sobe 2%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Ampliando o ritmo de queda visto na abertura, o dólar comercial segue em baixa nesta quarta-feira (20) e se aproxima do menor valor desde 1º de outubro de 2008: há pouco, a moeda norte-americana recuava 0,8%, rumo a R$ 2,01.

Caminhando para a terceira sessão consecutiva de queda, a trajetória da divisa sofre influências da menor aversão ao risco dos investidores, que impulsiona boa parte das bolsas de valores ao redor do globo.

Neste começo de tarde, o Ibovespa avançava mais de 2%, atingindo a casa dos 52 mil pontos. Nos EUA, Wall Street vive dias de ganhos na renda variável, assim como os mercados na Europa.

Clima ameno

Aprenda a investir na bolsa

Logo no começo do dia, a cena corporativa chamou atenção após a General Motors afirmar que recebeu três propostas de compra da sua divisão alemã, a Opel. Apesar da repercussão, o porta-voz da empresa, Chris Preuss, não quis revelar o nome dos interessados.

Na pauta de indicadores, a sessão contou com dados ruins no Japão e, no Brasil, destaque para a inflação. Conforme a Fundação Getulio Vargas, a segunda prévia do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercados) marcou deflação de 0,14%.

Mercado paralelo

No mercado paralelo, a moeda norte-americana está sendo negociada a R$ 2,3000 na venda, representando um ágio de 14,26% em relação ao dólar comercial.