Carreira
Oferecido por

Do hospital ao mercado financeiro: como um médico usou seus plantões para trocar de profissão

O ex-médico Luis Henrique Rocha conta como deixou a medicina para realizar o sonho de atuar como assessor de investimentos

Luis Henrique Rocha deixou a medicina para se tornar um assessor de investimentos da XP
Aprenda a investir na bolsa

Após nove anos trabalhando como médico ortopedista, Luis Henrique Rocha Freire decidiu mudar de vida. Apaixonado por investimentos e insatisfeito com o ritmo acelerado da vida de um médico, ele trocou consultórios e hospitais para ser um agente autônomo de investimentos.

“Era sábado à noite, eu estava em um plantão no hospital e vi um médico já idoso entrar na sala. Perguntei por qual motivo ele estava ali ainda e ele respondeu que estava fazendo hora extra. Esse médico errou lá atrás quando não investiu o dinheiro dele e, por isso, ainda tinha que trabalhar em vez de estar com a família. Eu não queria isso”, conta Luis Henrique Rocha Freire, assessor de investimentos da Blue Trade.

E, se a mudança já seria um choque para muitos, imagina há seis anos, quando a profissão de agente autônomo era totalmente desconhecida. “Só minha mulher e um amigo me apoiaram. O restante achava que era uma loucura, que eu ia trocar o certo pelo incerto”, ri.

Hoje, no entanto, Rocha não tem do reclamar. Atualmente, ele atua como assessor de investimentos da Blue Trade, escritório credenciado à XP que atua no interior de São Paulo e Minas Gerais. “Eu sou apaixonado pelo o que eu faço. Eu gosto de conversar com pessoas, conhecer novos clientes e ajudá-los a investir melhor. Além de tudo, eu tenho tempo para aproveitar com a minha família”, complementa.

A transição

Mas, engana-se quem pensa que a decisão de deixar a medicina foi a parte mais difícil desse processo. “Meu ciclo na medicina foi legal, mas já tinha acabado. Para mim, a transição foi natural”, explica.

O que realmente foi complicado foi estudar sobre investimentos em uma época que existiam poucos cursos e conteúdos sobre o tema. “Eu aprendi lendo livros durante o tempo ocioso nos plantões. Não tinha tanta opção como tem hoje. Se tivesse, seria mais fácil”, complementa.

Ainda segundo Rocha, quando ele fez o primeiro curso sobre bolsa de valores, ele já era um agente autônomo certificado. “Tudo foi na raça”, explica.

No entanto, o tempo passou e o próprio mercado foi identificando a necessidade da existência de instituições que auxiliam na formação do profissional de assessoria de investimentos.

Hoje, ainda são poucas as opções de cursos que prometem dar aos alunos a base para atuar na área, mas o MBA em investimentos e Private Banking do InfoMoney em parceria com o Ibmec se destaca pelo diferencial de possuir profissionais que de fato atuam no mercado e dispõem de experiência para compartilhar com os alunos.

Quer saber mais sobre a carreira de assessor de investimentosClique aqui e assista à série gratuita A Carreira do Futuro. A série possui 4 episódios dedicados exclusivamente para você quem quer ingressar no mercado financeiro.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.