Multa

Diretor de RI da Vale vai pagar R$ 600 mil à CVM

Acordo fechado entre Luciano Siani e a autarquia prevê o encerramento de dois processos administrativos contra o executivo da mineradora

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO — A Comissão de Valores Imobiliários (CVM) aceitou a proposta do diretor de relações com investidores da Vale (VALE3), Luciano Siani Pires, para pagar R$ 600 mil à autarquia para encerrar dois processos administrativos.

Em um deles, Siani foi responsabilizado por não ter divulgado, “de maneira ampla e imediata”, um registro obrigatório referente à paralisação temporária da barragem de Laranjeiras, na mina de Brucutu.

No outro, ele foi responsabilizado por não divulgar, “de maneira ampla e imediata”, outro registro obrigatório antes ou simultaneamente com a conferência de imprensa realizada 12 de dezembro de 2019.

Biosev

A CVM também concordou em assinar um termo de compromisso com Enrico Biancheri, Paulo Prignolato e Rui Chammas, membros do Comitê de Risco da Biosev (BSEV3).

Eles se comprometeram a pagar R$ 150 mil cada um à autarquia, totalizando R$ 450 mil em multa.

Os executivos foram responsabilizados “por não tomarem as medidas necessárias para evitar as perdas sofridas pela empresa devido às operações realizadas com a Louis Dreyfus Company Brasil.”

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos