Perspectiva

Direto ao ponto: após forte queda, Ibovespa deve buscar recuperação

Com o mercado mais aliviado, índice deve caminhar para os 59.400 pontos, estima analista

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Na esteira dos principais mercados financeiros, o Ibovespa encerrou o pregão da última quarta-feira (7) em queda de 1,58% aos 58.517 pontos, devolvendo parte dos ganhos da sessão anterior, quando chegou a subir 2,15%

A reeleição de Barack Obama, nos Estados Unidos, derrubou as bolsas mundiais, com a expectativa de que o “abismo fiscal” do país não seja controlado, já que o presidente enfrentará, outra vez, um Congresso dividido entre republicanos e democratas.

O cenário europeu também voltou a chamar a atenção. Em meio à terceira greve geral em seis semanas, os líderes gregos buscam a aprovação do Parlamento para medidas de austeridade, ponto principal para que o país continue a receber ajuda oficial das autoridades europeias. O continente, porém, deve ver o BCE (Banco Central Europeu) iniciar um novo plano permite compra ilimitada de títulos.

Ibovespa deve buscar recuperação
Já para essa sessão, o Ibovespa deve buscar recuperação, depois do desempenho surpreendente da véspera, quando o mercado esperava por mais ganhos do índice, que aguardavam pela vitória de Obama. 

Apesar de esperar uma melhora no humor do mercado, o analista da Trader Brasil, Leandro Klem, recomenda cautela para os investidores, uma vez que a bolsa segue bem instável nos últimos dias. Contudo, ele estima que o benchmark pode chegar aos 59.400 pontos – região do fechamento da véspera, mas o conselho é ficar de olho no patamar dos 58.100 pontos, pois caso o índice perca esse suporte deverá ampliar as perdas. 

Agenda econômica
Entre as principais referências, os investidores devem monitorar a divulgação da balança comercial e indicador semanal do mercado de trabalho dos Estados Unidos, além da taxa de juros da zona do euro e Reino Unido. 

Por aqui, o destaque fica com a temporada de balanços corporativos, quando serão reportados os números do terceiro trimestre da: Kroton (KROT11), Estácio (ESTC3), Braskem (BRKM5), Cetip (CTIP3), Time for Fun (SHOW3), Positivo (POSI3), MRV (MRVE3), Iochpe-Maxion (MYPK3), além das empresas de Eike Batista – CCX (CCXC3) e OGX (OGXP3). Para demais resultados, confira a agenda do portal InfoMoney