EUA

Digerindo dados econômicos positivos, bolsas dos EUA operam em alta

Bateria de indicadores contou com dados de confiança, indústria e de construção animaram os investidores nesta sessão; mercado começa a se recuperar dos efeitos da tempestade tropical Sandy

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Os principais índices norte-americanos iniciam o pregão desta quinta-feira (1) em alta, empulsionados pelos bons dados econômicos e com o mercado começando a se recuperar dos efeitos da tempestade tropical Sandy. 

O índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia, apresenta valorização de 1,15% e atinge 3.012 pontos. O Dow Jones, que mede o desempenho das 30 principais blue chips norte-americanas, opera em alta de 1,12% a 13.243 pontos, enquanto o S&P 500, que engloba as 500 principais empresas dos EUA, sobe 0,94%, chegando a 1.425 pontos. 

Destaques corporativos
Entre os destaques corporativos, as ações da Ford sobem 1,04% após a montadora anunciar que Alan Mullaly continuará como presidente e CEO (Chief Executive Officer) da companhia pelo menos até 2014. A AIG também tem valorização de 0,82% em seus papéis e divulgará seu resultado trimestral após a sessão.

Já as ações da Starbucks (-0,52%) e da Chesapeake (-0,34%) caem antes da divulgação dos balanços trimestrais que também ocorrerão nesta tarde. A Pfizer vê seus papéis desvalorizarem 1,33% após divulgar lucro em linha com o esperado por analistas, mas sua receita caiu devido à perda da patente de um medicamento para colesterol.

Agenda econômica movimentada
Após a passagem da tempestade tropical Sandy, que paralisou as bolsas de valores dos EUA por dois dias e adiou a divulgação de indicadores, nesta quinta-feira o initial claims registrou 363 mil novas solicitações de pedidos de auxílio-desemprego, número menor do que o esperado pelo mercado, de 375 mil novas solicitações.

Ainda no setor de empregos, o ADP Employment Report registrou a criação de 158 mil novos empregos no setor privado dos EUA em outubro, contra expectativa de 143 mil novos postos.

Já a produtividade do trabalhador norte-americano – excluindo o setor agrícola – avançou 1,9% no terceiro trimestre, enquanto analistas estimavam um crescimento de 1,6%.

Na construção civil, os gastos avançaram 0,6% em setembro, ante projeção de alta de 0,8% para o mês em questão. Já o nível de atividade industrial, medido pelo ISM Index, avançou para 51,7 pontos, ante estimativa de 51 pontos.

O Consumer Confidence indicou 72,2 pontos no mês, enquanto a média das projeções do mercado indicava 72 pontos. Vale ressaltar que o indicador de confiança do consumidor mostrou melhora na comparação com o mês anterior, cujo resultado foi de 68,4 pontos, em dados revisados.

PUBLICIDADE

Confira o desempenho dos principais índices norte-americanos:

  %Var Dia  Pontos  %Var 30D  %Var Ano 
 Nasdaq+1,153.012-3,48+15,60 
 Dow Jones+1,1213.243-1,78+8,39 
 S&P 500+0,941.425-1,41+13,34