AO VIVO Analista da Clear Corretora ensina como entender quando o mercado vai mudar de direção

Analista da Clear Corretora ensina como entender quando o mercado vai mudar de direção

Perspectivas

Decisão do Fomc, dados de Caged e Pnad, resultados e IPOs: o que acompanhar nesta semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na semana

SÃO PAULO – Descolado do exterior, o Ibovespa voltou a ter uma semana negativa, conforme aumentam as preocupações sobre a variante delta do coronavírus, enquanto se elevam também as tensões políticas no país e com um noticiário corporativo mais pesado.

E para os próximos dias, as atenções se voltam para a temporada de resultados do segundo trimestre, que ganha força e com várias gigantes da Bolsa apresentando seus números, como a mineradora Vale (VALE3), que na semana passada desapontou com seu relatório de produção.

Outras companhias como Gol (GOLL4), TIM (TIMS3), Santander Brasil (SANB11), CSN (CSNA3), Usiminas (USIM5) e Pão de Açúcar (PCAR3) também anunciarão seus balanços do período entre abril e junho deste ano.

Ainda no campo corporativo, destaque para uma nova leva de estreias previstas na B3: AgroGalaxy e Livetech da Bahia na segunda; Unifique na terça; Armac e Traders Club na quarta; Brisanet na quinta; e Clearsale na sexta.

Entre os indicadores, esta semana contará com muitas divulgações no âmbito nacional, entre dados de atividade econômica, mercado de trabalho e inflação.

A equipe de analistas do Bradesco destaca as sondagens da FGV, que segundo eles “deverão corroborar a percepção de atividade econômica robusta em julho”, enquanto no lado inflacionário, o Índice Geral de Preços – Mercados (IGP-M) deve “apresentar alguma descompressão, mas ainda deve se manter em patamar bastante elevado”.

Além disso, atenção ainda para a divulgação dos dados de emprego do Caged, que não tem data oficial ainda mas é previsto para essa semana, além da taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua, que será divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na sexta-feira (30).

“Todos esses indicadores serão relevantes para a próxima decisão de política monetária, que ocorrerá na primeira semana de agosto”, avaliam os analistas sobre a importância do investidor ficar atento aos dados.

Já no exterior, o grande destaque fica para a reunião do Fomc na quarta-feira, que não deve trazer surpresas ao manter as taxas de juros nos Estados Unidos próximas de zero. Com isso, as atenções se mantêm voltadas para o comunicado, que pode trazer mais detalhes sobre quando o BC americano pretende iniciar a retirada de estímulos no país.

PUBLICIDADE

Por fim, alguns dados serão apresentados na China, com destaques para o Índice de Gerentes de Compras (PMI) oficial do governo, que segundo o Brasdeco deve apontar um início de terceiro trimestre com expansão.

Guilherme Benchimol revela os segredos de gestão das maiores empresas do mundo no curso gratuito Jornada Rumo ao Topo. Inscreva-se já.