Conteúdo editorial apoiado por

Day Trade Hoje: O que esperar dos minicontratos e do Ibovespa nesta terça-feira

Na agenda de hoje, destaque para o Boletim Focus e dados de arrecadação

Felipe Alves

Day Trade Ao Vivo no Arena Trader. Conteúdo XP

Publicidade

O Ibovespa fechou a última sessão no positivo, completando o terceiro dia consecutivo em alta. Com isso, registrou alta de 0,36%, aos 125.573 pontos. O índice busca seguir reação compradora das últimas sessões, após sequência vendedora. Para isso, será necessário superar a região de resistência nos 126.080 pontos. Porém, vale atenção, caso o ativo rompa as médias para baixo. Caso ocorra, poderá testar regiões mais baixas.

Com base no gráfico de 60 minutos do Ibovespa, o analista gráfico Rodrigo Paz observa que o ativo busca reação compradora após sequência de fortes baixas. Isto ocorreu após atingir suporte na faixa de 123.400 pontos, onde entrou força compradora impulsionando o índice para cima. Porém, deve-se ter atenção caso o ativo retome abaixo das médias. 

Caso o ativo retome o fluxo de baixa, deverá romper a região de médias nos 125.420/124.930 pontos. Segundo Paz, caso rompa, poderá seguir com fôlego nas vendas para buscar novas faixas de suporte. Rompendo tal região, tende a buscar suporte nos 123.400/123.000, com alvo mais longo nos 121.630 pontos. 
Caso siga o fluxo comprador das últimas sessões, deverá superar a faixa de 126.080 pontos. Rompendo tal faixa, poderá ganhar fôlego a fim de buscar região de resistência nos 127.020, com alvo mais longo na região de 127.860/129.180 pontos.

Continua depois da publicidade

Day Trade hoje: Agenda

Na agenda de hoje, a temporada de resultados passa a ganhar força ao longo da semana, com destaque hoje para a divulgação da Usiminas (USIM5) antes da abertura do mercado. Às 8h25, sai o Boletim Focus. Dentre os indicadores apresentados nesta terça, a Confederação Nacional da Indústria trará a Sondagem Industrial de março às 10h. Às 10h30, será apresnetada a arrecadação federal de Março, com expectativa Reuters de R$ 190,5 bi. Às 10h35, o ministro Fernando Haddad tem reunião com a administração da Agência Moodys sobre Avaliação a nota de crédito do Brasil.

Nos EUA, às 10h45, saem os Índices PMI de indústria e serviços referentes a abril. E dados de novas moradias às 11h.

Mercados internacionais

Às 7h40, os futuros em NY operavam em alta: Dow, +0,16%; S&P500, +0,22%; e Nasdaq, +0,27%. Na Europa, o Stoxx600 opera em alta de 0,90%, e na Ásia, a bolsa de Tóquio subiu 0,30% e de Xangai recuou 0,74%.

Continua depois da publicidade

Nos EUA, o rendimento dos títulos de 10 anos opera em queda, aos 4,615%, e o índice do dólar (DXY) opera em alta de 0,01%, aos 106,08 pontos.

Enquanto isso, o petróleo do tipo WTI cai a US$ 82,82, com -0,10%, e o do tipo Brent recua 0,03%, a US$ 86,97.

O minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve queda de 1,91%, a 849 iuanes, o equivalente a US$ 117,15.

Continua depois da publicidade

Minicontratos

Os contratos de mini-índice (WINM24), com vencimento em junho, fecharam a última sessão no positivo, registrando alta de 0,46%, aos 127.385 pontos.

Com base no fechamento da véspera, aos 127.385, o analista técnico Rodrigo Paz aponta como resistências 127.655 (1), 128.000 (2) e 128.510/128.900 (3). Enquanto isso, os suportes encontram-se em 127.260/127.210 (1), 127.000/126.380 (2) e 126.125/125.820 (3).

“Para o pregão de hoje (terça), os traders devem se atentar para uma possível continuidade da recuperação compradora do índice. Para seguir a reação compradora será necessário superar a região de 127.655 pontos. Caso o ativo retome o fluxo de vendas,  deverá romper a faixa de 127.260/127.210 pontos”, aponta Paz. 

Continua depois da publicidade

Os contratos de minidólar (WDOK24), com vencimento em maio, fecharam a última sessão no negativo, registrando baixa de 0,75%, aos 5.173 pontos.

Assim, com base no fechamento da véspera, aos 5.173 pontos, o analista técnico Rodrigo Paz aponta como suportes 5.167,5/5.157,5 (1), 5.134,5 (2) e 5.116,5 (3). Enquanto isso, as resistências encontram-se em 5.173/5.178  (1), 5.190,5 (2) e 5.222/5.234 (3).

Com base no gráfico de 15 minutos é possível notar que o contrato do minidólar negocia em tendência de baixa e poderá dar sequência às quedas. Para isso, será necessário romper a faixa de 5.167,5/5.157,5 pontos.

Suporte e resistência

Confira, agora, os principais pontos de suporte e resistência para os minicontratos de dólar e de índice para esta terça-feira.

Confira mais conteúdos sobre análise técnica no IM Trader. Diariamente, o infomoney publica o que esperar dos minicontratos de dólar e índice. As melhores plataformas para operar na Bolsa. Abra uma conta na XP.