Conteúdo editorial apoiado por

Day Trade Hoje: O que esperar dos minicontratos e do Ibovespa nesta sexta-feira

Na agenda, IBC-Br no Brasil e dados de confiança do consumidos dos EUA

Felipe Alves

Day Trade Ao Vivo no Arena Trader. Conteúdo XP

Publicidade

O Ibovespa fechou a última sessão no negativo, pelo segundo dia seguido. Com isso, registrou baixa de 0,31%, aos 119.567 pontos, formando mínima nos 119.170 pontos e máxima nos 120.222 pontos. A tendência do índice segue sendo de baixa e possui potencial para continuidade. No entanto, vale atenção, pois caso retome e se mantenha acima das médias poderá buscar reação compradora. 

Com base no gráfico de 60 minutos do Ibovespa, o analista gráfico Rodrigo Paz observa que o ativo intensificou o fluxo de vendas desde que atingiu a região de resistência nos 129.745 pontos. Nos últimos dias têm seguido tendência de baixa, e pode continuar com fôlego nas vendas caso rompa a faixa de 119.170 pontos. Contudo, vale atenção, pois caso retome acima das médias nos 119.900/120.460 pontos, poderá buscar reação compradora.  

Domine a estratégia perfeita para quem busca mais resultado em menos tempo na bolsa, operando menos de 30 minutos por dia

Continua depois da publicidade

Para que o ativo retome o fluxo de alta, deverá superar a região de resistência nos 119.900/120.460 pontos. Segundo Paz, caso supere essa faixa, o ativo poderá seguir com fôlego nas compras para buscar novas faixas de resistência. Rompendo tal região, tende a buscar a resistência nos 120.680/121.250 com alvo mais longo nos 121.760/122.495 pontos.

Para seguir o fluxo de baixas deverá romper a faixa de 119.170 pontos. Se perder tal faixa, poderá buscar próximos suportes nos 119.000/118.500, com alvo mais longo na região de 118.000 pontos.

Day Trade hoje: Agenda

Na agenda de hoje, investidores aguardam pelo dados da confiança do consumidor de junho dos EUA, que inclui as expectativas para inflação americana em 1 e 5 anos. Além da confiança ao consumidor, saem os preços de importados de maio, com consenso LSEG prevendo alta de 0,1%.

Continua depois da publicidade

No Brasil, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tem reunião fechada, às 9h30, com os principais banqueiros do país. Em indicadores, as atenções se voltam para o IBC-Br às 9h, considerado a prévia do Produto Interno Bruto (PIB), com consenso LSEG projetando alta de 0,45% em abril. 

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos.

Mercados internacionais

Às 7h50, os futuros em NY operavam em queda: Dow, -0,81%; S&P500, -0,49%; e Nasdaq, -0,21%. Na Europa, o Stoxx600 opera em queda de 1,03%, e na Ásia, a bolsa do Japão subiu 0,24% e a de Xangai avançou 0,12%.

Continua depois da publicidade

Nos EUA, o rendimento dos títulos de 10 anos opera em queda, aos 4,204%, e o índice do dólar (DXY) opera com alta de 0,37%, aos 105,58 pontos.

Enquanto isso, o petróleo do tipo WTI cai a US$ 78,54, com -0,10%, e o do tipo Brent sobe 0,04%, a US$ 82,78.

O minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,97%, a 827,50 iuanes, o equivalente a US$ 114,03.

Continua depois da publicidade

Minicontratos

Os contratos de mini-índice (WINQ24), com vencimento em agosto, fecharam a última sessão no negativo, pelo segundo dia consecutivo, registrando baixa de 0,19%, aos 121.395 pontos.

Com base no fechamento da véspera, aos 121.395, o analista técnico Rodrigo Paz aponta como suportes 121.325/121.000 (1), 120.700 (2) e 120.000 (3). Enquanto isso, as resistências encontram-se em 121.480/121.655 (1), 122.000/122.540 (2) e 122.920/123.375 (3).

“Para o pregão de hoje (sexta-feira), os traders devem se atentar para possível continuidade vendedora da última sessão, retomando tendência de baixa e para isso será necessário que rompa o suporte nos 121.325/121.000 pontos. No entanto, vale atenção, pois caso supere a faixa de médias nos 121.480/121.655 pontos pode buscar retomada compradora”, aponta Paz.

Os contratos de minidólar (WDON24), com vencimento em julho, fecharam a última sessão no negativo, registrando baixa de 0,73%, aos 5.373 pontos.

Assim, com base no fechamento da véspera, aos 5.373 pontos, o analista técnico Rodrigo Paz aponta como suportes 5.365/5.361 (1), 5.345/5.325 (2) e 5.317/5.287 (3). Enquanto isso, as resistências encontram-se em 5.375/5.380 (1), 5.393/5.400 (2) e 5.422/5.438 (3).

Com base no gráfico de 15 minutos é possível notar que os contratos do minidólar fecharam em baixa na última sessão, após sequência de altas. Para seguir o movimento de baixa, será necessário romper a região de suporte nos 5.365/5.361 pontos. Para que se retome o movimento de alta, será necessário superar a região de 5.375/5.380 pontos.

Suporte e resistência

Confira, agora, os principais pontos de suporte e resistência para os minicontratos de dólar e de índice para esta sexta-feira.

Confira mais conteúdos sobre análise técnica no IM Trader. Diariamente, o infomoney publica o que esperar dos minicontratos de dólar e índice. As melhores plataformas para operar na Bolsa. Abra uma conta na XP.