DaimlerChrysler foi destaque no fechamento em queda da bolsa de Frankfurt

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

O índice Dax30 fechou nesta terça-feira apresentando ligeira queda de 0,20% cotado a 6.737,47 pontos. O mercado alemão operou atento à reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto nos EUA, que deve anunciar amanhã a decisão sobre a taxa de juros básica da economia norte-americana. A grande maioria de players do mercado acredita que o Fed deva promover um novo corte de 0,5 ponto percentual na taxa de juros, que passaria para 5,5% ao ano; entretanto, a incerteza ainda é grande. Antes do fechamento alemão, os índices norte-americanos estavam em alta apesar de operarem com forte volatilidade durante todo o dia. Às 16h45 no horário de Brasília, o Nasdaq Composite subia 0,22% enquanto o Dow Jones subia 0,88%. As principais pressões negativas sobre o índice Dax30 vieram da DaimlerChrysler, Siemens e RWE.

Dentre as ações que fecharam o pregão de hoje desvalorizadas, estavam a montadora DaimlerChrysler. As ações da empresa fecharam o pregão em queda de 4,07%, ainda influenciadas pelo anúncio de ontem quanto ao projeto de reestruturação da Chrysler. Inicialmente a reestruturação prevê um corte de 26.000 postos de trabalhos na montadora, além de reduzir a produção em diversas plantas de montagens. A empresa espera que a atitude possa reativar a confiança na unidade norte-americana da montadora. O desempenho dos papéis da DaimlerChrysler influencia as cotações das outras montadoras alemãs: as ações da Volkswagen caíram 1,96% enquanto as da BMW fecharam em baixa de 0,93%.

O segundo destaque de queda ficou com a RWE (-2,40%); os investidores pressionaram a cotação das ações da utility após rumores de que ela estava prestes a fazer uma oferta de compra pela espanhola Hidroelectrica Cantabrica. Na visão do mercado, esta oferta poderia ultrapassar o valor real da empresa. Já as ações da Siemens caíram 1,82%, pressionadas pela divulgação de resultados da Nokia hoje pela manhã. A maior fabricante mundial de aparelhos celulares reportou lucro em linha com a expectativa do mercado, entretanto divulgou que o cenário de desaceleração econômica deverá influenciar negativamente o desempenho do mercado de telefonia. Seguindo o anúncio da Nokia, os investidores acreditam que a queda na demanda mundial também deverá exercer forte pressão sobre os resultados futuros da Siemens.

Também fecharam em queda a farmacêutica Schering (-3,28%), a fabricante de semicondutores para telefonia Epcos (-2,83%), o Dresdner Bank (-2,36%), a indústria química Degussa Huels (-1,94%) e o conglomerado E.On (-1,47%).

Em contrapartida, fecharam em alta os papéis da empresa de artigos esportivos Adidas Salomon (+5,44%); segundo analistas as ações da empresa alemã estão subavaliadas, principalmente frente a principal concorrente, a norte-americana Nike. Outras altas foram da empresa de bens de capital Man (+4,57%), a siderúrgica Thyssen Krupp (+1,86%), a seguradora Allianz (+1,85%) e a fabricante de semicondutores Infineon (+1,66%).

Compartilhe