Dados do IBS de abril ficam em linha com as projeções da Link Investimentos

Números são fracos na comparação anual, mas sugerem uma recuperação lenta e gradual para os próximos meses

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A produção e a venda de aço no Brasil durante abril vieram em linha com o esperado pela Link Investimentos, “ainda muito fracas quando comparadas ao ano passado, porém mostrando aquela recuperação lenta e gradual que esperamos para os próximos meses”.

A perspectiva é positiva quanto à produção de laminados, já que os produtores começaram a acelerar a produção. Segundo a Link Investimentos, o governo estimula este segmento e, consequentemente, “devemos ver alguma recuperação no setor”, analisa.

Por outro lado, as atitudes não são capazes de elevar a demanda brasileira, como pondera a corretora: “as medidas do governo para impulsionar o consumo interno têm trazido resultados para alguns setores, porém as medidas são pequenas para sustentar uma melhora da siderurgia”.

Aprenda a investir na bolsa

Ademais, os números da produção têm impacto negativo na mineração. Ainda assim, os especialistas da corretora reafirmam a recomendação de compra para ações da Vale, que se baseia na recuperação dos mercados consumidores de China e Brasil.

Perspectivas

Os analistas acreditam que no segundo trimestre do ano, “a recuperação da demanda deve continuar, mas lenta e gradual, (…) porém a queda nos preços deve continuar prejudicando o setor”.

Confira os números de abril

O IBS (Instituto Brasileiro de Siderurgia) divulgou que a produção brasileira de aço bruto em abril foi de 1,7 milhão de toneladas, representando uma queda de 40,4% ante o mesmo período de 2008.

Já com relação aos laminados, a produção de abril chegou a 1,5 milhão de toneladas, recuando 33,8% quando comparada com o mesmo mês de 2008.

Por fim, as exportações de produtos siderúrgicos atingiram 653,4 mil toneladas, totalizando US$ 359,7 milhões. E as importações registraram volume de 136,4 mil toneladas, um montante de US$ 187 milhões.