Day Trade

Dá para ganhar dinheiro tanto na compra quanto na venda com JBS, diz grafista

Papéis podem tanto buscar os R$ 5,79 quanto os R$ 5,39, acredita Wagner Caetano, diretor da Top Traders

(Divulgação JBS Friboi)

SÃO PAULO – No Day Trade desta sexta-feira (7), Wagner Caetano, diretor da Top Traders, analisa a movimentação das ações da JBS (JBSS3). 

Na última sessão, os papéis da empresa registraram alta de 6,46%, terminando aos R$ 5,60, enquanto o Ibovespa fechou o dia com queda de 0,04%, aos 57.656 pontos.

“A ação é altamente volátil e tem bom volume financeiro, oferecendo condição ideal para Day Trade, pois movimenta-se de maneira rápida e agressiva”, destaca o grafista.  

No gráfico diário, destaca ele, o papel acaba de deixar um padrão de fundo, logo após uma forte queda – denonimado Harami. “Caso permaneça acima de R$ 5,56, vai buscar R$ 5,79, abrindo oportunidade de compra”, afirma. 

Caso venha a perder os R$ 5,56, terá como objetivo os R$ 5,37 e R$ 5,39, acredita Caetano. “Desta vez, abre espaço para que o trader opere vendido”, finaliza o grafista. 

O InfoMoney declara que:

Este material contém as opiniões atuais do analista, que estão sujeitas a mudanças sem aviso e que podem ser divergentes da opinião de outros profissionais ou do InfoMoney, que poderá publicar informações que não apresentem similaridade com as informações aqui fornecidas. Para elaborar este material, foram utilizadas informações obtidas de fontes que o analista e o InfoMoney acreditam serem idôneas e fidedignas, mas o autor ou o InfoMoney não garantem a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações.
O analista e o InfoMoney não se responsabilizam por nenhuma operação que for ou vier ser realizada pelos Investidores baseados nas informações aqui fornecidas, cabendo a eles, exclusivamente, a decisão de adquirir ou alienar valores mobiliários e o eventual ônus ou retorno financeiro decorrente de tal decisão. Este material não pode ser reproduzido ou redistribuído, no todo ou em parte, sem o prévio consentimento por escrito do InfoMoney.