Cyrela (CYRE3) é reiterada como uma das “top pick” de construção após dados do 4º tri

Construtora é considerada uma das preferidas no setor para Goldman Sachs, XP e Bradesco BBI

Camille Bocanegra

Publicidade

A Cyrela (CYRE3) divulgou sua prévia operacional do quatro trimestre de 2023, com registro de vendas líquidas contratadas de quase R$ 2,6 bilhões. O valor foi 4% abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior, mas veio acima da projeção de analistas para a companhia.

O Itaú BBA avaliou a divulgação da prévia como positiva, com desempenho sólido e grande impulso da empresa nos números.

A divisão de análise do banco reiterou sua postura positiva em relação ao setor, em razão de perspectivas positivas macroeconômicas e sustenta a Cyrela como “top pick”. Os papéis da companhia estão recomendados como outperform (desempenho superior, similar à compra), com preço-alvo tendo leve elevação de R$ 32 para R$ 33,00 após atualização do modelo com a divulgação da prévia operacional.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A expectativa do Goldman Sachs, de fato, era de reação positiva do mercado para as ações da Cyrela, pelo forte desempenho de vendas apresentado. Na projeção do banco, as vendas teriam queda de 16% em relação ao ano anterior mas foram apenas 4% menores. Em relação às vendas sequenciais, o Goldman estimava estabilidade e, na divulgação da Cyrela, houve crescimento de 15%.

“No geral, permanecemos otimistas em relação às ações da Cyrela e acreditamos que as ações da Cyrela podem continuar a se valorizar à medida que os retornos sobre patrimônio (ROE, na sigla em inglês) se aproximam de território recorde, impulsionados pelo aumento das margens brutas, um balanço sólido e uma das mais altas taxas de giro de ativos entre os pares”, considera o Goldman, que mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 28,00.

A XP avaliou o desempenho de lançamentos como sólido e mantém visão positiva para a companhia, com recomendação de compra com preço-alvo estabelecido em R$ 26,00.

Continua depois da publicidade

No mesmo sentido, o Bradesco BBI entende que os números apresentados pela Cyrela apresentam manutenção da velocidade de vendas em 47% nos últimos doze meses e que o dado reforça sua visão sobre a posição sólida da empresa para o próximo ciclo (em especial considerando o banco de terras robusto da companhia).

O banco considera o nome como uma das preferidas no segmento de média/alta renda e mantém recomendação outperform, com preço-alvo estabelecido em R$ 31,00.

A análise do Santander sobre os números apresentados destacou que a companhia apresentou mais uma impressionante perfomance de vendas trimestral. O banco também classifica os papéis da companhia como outperform, com preço-alvo estabelecido em R$ 28,00

A recomendação é baseada no sólido momentum de ganhos da Cyrela, a considerada excelente execução operacional, que traria níveis confortáveis de estoque e o valuation atrativo, considerado em 1,1 vezes o preço sobre o valor contábil (P/BV na sigla em inglês) para 2024, 27% abaixo da média histórica para o nome.