Leilão da Aneel

Cymi e fundo da Brookfield vencem lote 1 do leilão de transmissão de energia

São estimados investimentos de 3,68 bilhões de reais no empreendimento, que aumentará a capacidade de transmissão de energia em MG

Por  Reuters -

SÃO PAULO (Reuters) – Um consórcio formado pela Cymi Brasil e o fundo de investimentos Brasil Energia, administrado pela Brookfield, arrematou nesta quinta-feira o lote 1 do leilão de transmissão de energia, ao ofertar uma receita anual permitida (RAP) de 283,3 milhões de reais, o que representa um deságio de 47,34% ante o valor máximo de 538 milhões de reais estabelecido pelo regulador.

O lote 1 compreende linhas de transmissão no norte de Minas Gerais, somando 1.269 quilômetros de extensão, e subestações com 1.350 megavolt-ampere (MVA) de potência. São estimados investimentos de 3,68 bilhões de reais no empreendimento, que aumentará a capacidade de transmissão de energia no Estado, que tem se tornado foco de projetos de geração solar fotovoltaica.

O consórcio vencedor disputou o ativo a viva voz com a transmissora ISA Cteep (TRPL4), já partindo de lances com deságios superiores a 45%.

A disputa pelo lote 1 contou com ofertas oito grupos de um total de 11 habilitados, entre eles as elétricas Cemig, EDP Brasil, Neoenergia, a indiana Sterlite e um consórcio formado por Equatorial, Alupar e Mercury.

O consórcio composto pela Engie Brasil e Copel se habilitou para disputar, mas não apresentou oferta.

 

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe