Financiamento privado

Cunha quer derrubar veto de Dilma sobre financiamento privado de campanha

O presidente da Câmara dos Deputados espera que o veto seja analisado em sessão do Congresso na próxima quarta-feira (30)

SÃO PAULO – O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), afirmou nesta sexta-feira (25) que pretende derrubar o veto da presidente Dilma Rousseff (PT) sobre o financiamento empresarial de campanhas eleitorais.

Cunha defende que se a doação for vetada haverá a “institucionalização do caixa dois e a verdadeira judicialização das eleições”. A expressão “caixa dois” é crime e refere-se à recursos não contabilizados e não declarados por campanhas eleitorais aos órgãos de controle competentes. A expectativa é que o veto seja avaliado no Congresso na próxima quarta-feira, dia 30.

Segundo matérias publicadas pela imprensa, Dilma deixou o veto assinado antes de viajar para Nova York e o ato seria publicado antes da sessão do Congresso. Cunha disse que a Casa deve derrubar o veto, mas não se manifestou com relação ao Senado.