Cronograma do Pré-sal não será alterado com decisão da ANP, informa Petrobras

Agência negou pedido da estatal por prorrogação do prazo exploratório em concessões localizadas na região

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Petrobras (PETR3, PETR4) informou na noite desta quinta-feira (21) que a decisão da ANP (Agência Nacional do Petróleo) de não prorrogar os prazos exploratórios nos campos do Pré-sal não irá afetar o cronograma de atividades previsto para a região.

A confirmação dos diretores da agência de negar o pedido da estatal por uma extensão dos prazos foi feita pela manhã. A intenção da petrolífera era estender o tempo de exploração em 70 concessões, que incluíam áreas dos blocos BM-S-8, BM-S-9, BM-S-10, BM-S-11 e BM-S-21, todos estes do Pré-sal.

Conforme ressaltou a companhia, a petição foi feita devido à existência de uma escassez de sondas no mercado, além do fato de o prazo estipulado pela agência ser considerado curto para que toda a extensão das concessões seja avaliada em tempo hábil.

Aprenda a investir na bolsa

“Reiteramos que, diante desses fatos, a Petrobras não vislumbra qualquer risco de devolução de áreas, de não cumprimento das obrigações assumidas ou de impactos no seu Planejamento Estratégico”, conclui a nota divulgada pela empresa.