Criptoativos

Bitcoin estável, Binance Coin ganha força e mais assuntos que vão movimentar o mercado de criptos hoje

BNB sobe apoiada por forte adoção da blockchain Binance Smart Chain, patrocinada pela exchange Binance

Por  Paulo Alves -

SÃO PAULO – O Bitcoin (BTC) opera em estabilidade na manhã desta sexta-feira (5), negociado a US$ 61.852,43, pouco depois de testar novamente a região próxima de US$ 60 mil, na noite de ontem, e a 15 dias desde que bateu a máxima histórica de aproximadamente US$ 67 mil.

O desempenho segue abaixo do registrado nos primeiros dias de outubro, quando a criptomoeda abriu cotada a pouco mais de US$ 48 mil e, cinco dias depois, já avançava mais de 7%, para cerca de US$ 51.500.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Ainda assim, investidores seguem otimistas para este terço final de ano, apostando tanto nos números de adoção quando no histórico de ciclos de alta passados.

Segundo a casa de análise CryptoQuant, o comportamento da moeda digital hoje remonta 11 de dezembro de 2020, quando o preço ainda estava abaixo dos US$ 20 mil. Por outro lado, especialistas não descartam a possibilidade de uma correção para a faixa de US$ 53 mil a US$ 57 mil antes de um novo impulso de alta.

A estagnação do Bitcoin se reflete na maior parte do mercado, principalmente nos ativos com maior valor de mercado. Uma exceção importante fica por conta da Binance Coin (BNB), que segue ignorando a hesitação da principal cripto do mundo e imprime ganhos de 6,3% em 24 horas, voltando a se aproximar do patamar de US$ 600.

O desempenho está ligado à adoção do ativo, que é usado para pagar taxas de protocolos que rodam na blockchain Binance Smart Chain, patrocinada pela Binance. Segundo o CEO da corretora, a plataforma registrou ontem cerca de 2 milhões de endereços ativos, superando outras blockchains “de cinco a 10 vezes”.

Enquanto isso, a rival Solana (SOL) vem de novo recorde de US$ 250 e por ora consegue se segurar na região dos US$ 240, se firmando na quarta posição no ranking global por valor de mercado com capitalização de US$ 72,9 bilhões, à frente dos US$ 72,4 bilhões da stablecoin Tether (USDT). Nos últimos 12 meses, o token SOL acumula alta expressiva de mais de 17.000%.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h00:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 61.852,430%
Ethereum (ETH)US$ 4.512,32-0,4%
Binance Coin (BNB)US$ 588,78+6,3%
Solana (SOL)US$ 240,71+0,7%
Cardano (ADA)US$ 1,99-2,1%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Crypto.com Coin (CRO)US$ 0,319820+22,2%
Kadena (KDA)US$ 10,65+18,2%
Arweave (AR)US$ 86,06+17,2%
OMG Network (OMG)US$ 18,45+14,6%
Enjin Coin (ENJ)US$ 3,17+13,8%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
The Sandbox (SAND)US$ 2,70-12,1%
Olympus (OHM)US$ 961,55-9,4%
Shiba Inu (SHIB)US$ 0,00005175-8,2%
Decentraland (MANA)US$ 2,58-7,8%
Holo (HOT)US$ 0,01488391-7,6%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 63,93-2,39%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 82,75-2,2%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 76,8-3,73%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 21,91-2,83%
QR Ether (QETH11)R$ 18,39-3,36%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta sexta-feira (5):

Novo prefeito de Nova York quer criar criptomoeda da cidade

O novo prefeito eleito de Nova York, Eric Adams, aposta no Bitcoin e em outras criptomoedas como parte de um plano de atração de negócios e pode criar uma criptomoeda para a cidade, inspirado pelo colega de Miami, Francis Suarez.

“Ele tem uma MiamiCoin que está indo muito bem – vamos na direção de fazer isso”, disse Adams em entrevista à Bloomberg, prometendo ainda que verá “o que está impedindo o crescimento do Bitcoin e das criptomoedas” na cidade que governará pelos próximos quatro anos.

Um dos objetivos é tornar a megalópole um centro de atração de talentos do setor cripto. Para isso, Adams aposta na experiência como subprefeito do Brooklyn, onde ele diz ter ajudado a aumentar 356% o número de startups de tecnologia em 10 anos.

Hong Kong pode liberar investimento em ETF de criptomoedas

A Comissão de Valores Mobiliários de Hong Kong (SFC) está reavaliando as regras sobre negociações com ativos digitais e poderá permitir que o investidor comum aloque capital em ETFs com exposição a esta classe de ativos.

As transações com criptomoedas por meio de fundos ou plataformas de negociação são limitadas a investidores profissionais, com pelo menos US$ 1 milhão, desde 2018. Agora, o órgão volta discutir se a regra continuará valendo ou se será modificada para liberar o acesso desses produtos pelo público de varejo.

A medida acompanha um movimento global de maior adoção de criptomoedas por instrumentos clássicos de investimento, principalmente nos EUA. Em outubro, o país listou seu primeiro ETF de futuros de Bitcoin que, rapidamente, se tornou o mais bem-sucedido da história ao atingir US$ 1 bilhão em ativos sob gestão em apenas dois dias.

Jogos dominam setor de aplicativos em blockchain

Os jogos baseados em blockchain representam atualmente a maior parte da atividade na indústria de aplicativos descentralizados, que rodam em blockchain.

Segundo um levantamento da DappRadar, apps de jogos registraram 1,19 milhão de carteiras ativas, respondendo por mais da metade (55%) da atividade em blockchains públicas no mês de outubro.

O movimento foi liderado pelo fenômeno Axie Infinity, que já conta com mais de 2 milhões de usuários ativos diários, de acordo com a desenvolvedora Sky Mavis.

Além disso, o Splinterlands e outros lançamentos que rodam na Binance Smart Chain, como Mobox e CryptoBlades, ajudam a engordar o número, aproveitando os menores custos em relação ao Ethereum.

Novo golpe em pesquisas do Google rouba US$ 500 mil em criptomoedas

Um novo golpe cibernético que utiliza as pesquisas do Google para atrair usuários de criptomoedas foi responsável por roubar cerca de US$ 500 mil em ativos digitais apenas no último final de semana, afirmou a Check Point Research.

Em levantamento, a empresa de inteligência afirma que cibercriminosos estão criando anúncios falsos de carteiras de criptomoedas famosas, como a MetaMask, além de projetos de finanças descentralizadas (DeFi), como a PancakeSwap, para atrair vítimas para páginas falsas responsáveis por roubar senhas.

Achando que está diante do site real, o usuário digita sua frase secreta e dá ao hacker tudo o que ele precisa para drenar fundos para sua própria wallet. Se a pessoa ainda não tiver uma carteira, o sistema fraudulento chega a fornecer uma nova com a esperança de que as criptos que chegarem ali poderão ser desviadas no futuro.

Leia também: Guia de exchange de criptomoedas

“Acredito que estamos no advento de uma nova tendência de cibercrimes, em que os golpistas usam a pesquisa do Google como o principal vetor de ataque para alcançar carteiras digitais, em vez de adotarem o tradicional phishing por e-mail”, explica Oded Vanunu, head de pesquisa de vulnerabilidades de produtos da Check Point Software.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe