Endividada

Credor pede falência da Evergrande, mas outros afirmam que receberam juros de dívida

Credor pediria abertura de processo de falência contra a Evergrande, mas outros credores teriam recebidos remuneração de juros da dívida

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – A gigante chinesa da construção Evergrande deixou de honrar pagamento de juros de títulos de sua dívida que venceriam hoje, segundo comunicado da empresa alemã Deutsche Marktscreening Agentur (DMSA), de triagem de mercado, que é credora da construtora chinesa.

De acordo com DMSA, ela pedirá ao governo chinês a abertura de um processo de falência contra a Evergrande. Assim, mais uma vez, a Evergrande deixou de pagar juros de títulos que venciam nesta quarta.

Em setembro, essa, que é a segunda maior construtora da China, já havia anunciado ao mercado que deixaria de pagar suas obrigações vincendas então.

Já o jornal The New York Times informou que a Evergrande fez o pagamento da dívida de pelo menos dois de seus títulos na quarta-feira, disse um detentor de títulos da empresa à publicação – o que evitaria o calote.

Segundo o jornal, juros de ao menos dois títulos de dívida foram pagos hoje, disse uma fonte, em referência a juros com vencimentos em 2022 e 2023.

O NYT ressalta, porém, que não está claro se foi feito o pagamento de um terceiro título de dívida, com vencimento em 2024.

O jornal acrescentou que a empresa não respondeu a comentários sobre o assunto.

Dívidas da Evergrande

evergrande dívida

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Bloomberg reportou que os clientes da firma internacional de compensação Cleartream receberam a parte que lhes cabiam do pagamento de juros da Evergrande, em um total de US$ 148,1 milhões.

Há comentários ainda de que a China pretende facilitar o processo de venda de dívidas para as construtoras, após a Fantasia Holding, outra gigante do mercado imobiliário do país, também preocupar nas últimas semanas, acrescentou a Bloomberg.

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.

Compartilhe
Mais sobre