Credit Suisse vê trajetória ascendente para importações de minério de ferro na China

Crença de aumento nos estoques, dada dizimação dos mesmos durante o primeiro trimestre, fundamenta previsões otimistas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Para o banco Credit Suisse, a demanda da China por minério de ferro deverá se recuperar nos próximos meses. Em relatório referente ao setor de mineração, o banco suíço discorre sobre os recentes dados da balança comercial na China, bem como lança previsões acerca do volume a ser importado no horizonte.

No início, os analistas ressaltam alguns dados da economia chinesa. Dentre esses, ênfase para o declínio da proporção de minério de ferro doméstico no volume total de consumo, caindo de 38% em março para 15% no decorrer de abril, conforme as estimativas da instituição financeira.

Importações devem crescer

Além disso, é notável que, apesar da crise financeira e de suas decorrências nas correntes do comércio industrial, as importações de minério de ferro revelaram incremento de 23% durante o primeiro quadrimestre deste ano, frente ao volume registrado no mesmo período do ano passado.

Aprenda a investir na bolsa

Para os analistas, o maior volume de importações durante abril se credita a um aumento dos estoques e a sua renovação, dado que as fracas remessas e a alta utilização de minério de ferro doméstico nos três primeiros meses do ano consumiram parte considerável do volume estocado.

“Elevamos nossa estimativa de importações de minério de ferro da China para 530 milhões toneladas métricas neste ano”, concluem os analistas, aumentando suas projeções frente às estimativas de 475 milhões de toneladas métricas.