CPFL (CPFE3) lucra R$ 1,651 bi no primeiro trimestre, alta anual de 42,1%

Desempenho foi impulsionado principalmente pelos bons resultados obtidos nos segmentos de distribuição e geração

Felipe Moreira

Publicidade

A CPFL (CPFE3) reportou lucro líquido de R$ 1,651 bilhão no primeiro trimestre de 2023 (1T23), montante 42,1% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2022, informou a companhia elétrica nesta quinta-feira (11).

A empresa explica que o resultado foi “favorecido principalmente pelos bons resultados obtidos nos segmentos de distribuição e geração”.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 3,530 bilhões no 1T23, um crescimento de 33,6% em relação ao 1T22.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Leia Mais:

A receita líquida somou R$ 9,839 bilhões no primeiro trimestre deste ano, crescimento de 5,9% na comparação com igual etapa de 2022.

As despesas com Pessoal, Material, Serviços de Terceiros e Outras Despesas (PMSO) no 1T23 atingiu R$ 1,054 bilhão, um aumento de 8,8% na base anual.

Continua depois da publicidade

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 551 milhões no primeiro trimestre de 2023, uma elevação de 27,6% sobre as perdas financeiras da mesma etapa de 2022.

A CPFL investiu R$ 1,082 bilhão nos três primeiros meses do ano, uma redução de 10,7% frente aos R$ 1,212 bilhão investidos na mesma etapa do ano passado.

Em 31 de março de 2023, a dívida líquida da companhia era de R$ 27,617 bilhões, um crescimento de 9,8% na comparação com a mesma etapa de 2022.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,70 vez em março/23, queda de 0,33 p.p. em relação ao mesmo período de 2022.