AO VIVO A nova era dos investimentos: entenda o que é ESG; assista à live pelo perfil do InfoMoney no Instagram

A nova era dos investimentos: entenda o que é ESG; assista à live pelo perfil do InfoMoney no Instagram

Mapa de recomendações

Corretoras revisam recomendações de siderúrgicas, mineração e construção civil

Empresas de consumo e telefonia também entram na lista; BES inicia cobertura de Pão de Açúcar; e Técnica Corretora, Coteminas

SÃO PAULO – Sete bancos e corretoras divulgaram nesta segunda-feira (18) recomendações para ações dos setores de: construção civil, consumo, telefonia, siderurgia e mineração. 

O Banco Espírito Santo iniciou cobertura das ações do Grupo Pão de Açúcar (PCAR4), com recomendação de compra e preço justo de R$ 119,20 – o que representa uma alta de 26,20% em relação ao fechamento da última sexta-feira (15).

O analista Richard Cathcart destaca que a empresa possui “a melhor chance” entre os três grandes supermercadistas para alcançar um crescimento robusto, considerando, com isso, que o atual preço da ação não reflete totalmente essa oportunidade. 

PUBLICIDADE

Para ele, a companhia pode usar essa expansão e fortes margens para colocar pressão nas empresas do setor, como Carrefour e Walmart, ao limitar a elevação de preços por conta da inflação como driver para aumentar o volume de vendas. 

Santander também recomenda compra de PCAR4
O Pão de Açúcar também foi citado, em relatório, pelo Santander. Após reunião com investidores nos Estados Unidos, os analistas Tobias Stingelin, Ronaldo Kasinsky e Bruno Taveira reiteraram recomendação de compra dos papéis, com preço-alvo de R$ 108,00 – configurando um potencial de valorização de 14,4%

Segundo os analistas, nem mesmo o risco com uma grande negociação no bloco de controle parece ser importante fonte de preocupação do mercado, tendo em vista um valuation atrativo, expectativa de forte crescimento dos lucros. 

Varejistas: caras, porém oportunas
Além do Pão de Açúcar, o Santander comentou sobre outras varejistas, como Lojas Renner (LREN3). Para os analistas, a empresa continua apresentando bom desempenho (é esperado bom resultado para o quarto trimestre), mas os investidores já parecem totalmente cientes desse fato.

“Depois da expansão significativa dos múltiplos verificada em 2012, as ações já estão negociadas com grande prêmio em relação ao setor e são necessários novos catalisadores”, disseram.

Já em relação a Lojas Americanas (LAME4), eles comentaram que o alto múltiplo P/L (Preço por Lucro) dos papéis continua deixando o mercado cauteloso, levando a um menor interesse dos investidores. “B2W (BTOW3) continua sendo o risco da história”, avaliam.

PUBLICIDADE

Outra que ainda gera certa preocupação é a Cia Hering (HGTX3). Segundo os analistas, os investidores ainda mantêm certa distância, dada a falta de visibilidade sobre a demanda final e os problemas enfrentados em 2012 (cobrança, logística e produção). Eles mantêm a opinião de que o modelo de negócios é sólido, e destacam que as ações já apresentam alta de 9% em relação aos níveis mínimos.

Por fim, os analistas apontaram que os fundamentos da Natura (NATU3) continuam sólidos, mas um quarto trimestre inexpressivo provavelmente levará certa revisão de lucros, o que aliado ao valuation caro em termos relativos tem moderado o apetite dos investidores.

Ágora: construtoras devem penar no curto prazo
A Ágora/Bradesco Corretora atualizou suas estimativas para o setor de construção civil, e não projeta fatores positivos no curto prazo.

Segundo o analista José Cataldo, o ano de 2013 deverá ser semelhante ao de 2012: um bom cenário macroeconômico para o setor de construção como um todo, mas com desempenho bem diferente entre as diversas empresas que o compõe.

O segmento voltado a projetos econômicos direcionados ao programa social Minha Casa, Minha Vida (excluindo a faixa 1, para famílias com renda mensal até R$ 1.600) não deverá apresentar boa performance em 2013, acredita o analista. Já o segmento direcionado às famílias de classe média-alta, avalia,  continua mais atrativo, mesmo sem grandes modificações em relação a 2012. 

Cataldo estima que a Helbor (HBOR3) e Direcional (DIRR3) encontram-se melhor posicionadas para entregar bons resultados, enquanto a Cyrela (CYRE3) deve apresentar evolução em suas margens de rentabilidade, além de ampliar a geração de caixa, mesmo com menor ritmo de lançamentos, o que não altera sua visão positiva para a empresa. 

2013: melhor para siderurgia e mineração – mas não muito
A Votorantim Corretora revisou suas recomendações para o setor de siderurgia e mineração, e espera uma melhoria no desempenho operacional para 2013, mas não deve ser “tão relevante”. Os analistas Juliana Chu e Ricardo Shweitzer acreditam que grande parte dessa melhoria deve vir de um melhor mix de vendas e de preços mais elevados, bem como de estruturas operacionais mais enxutas e eficientes.

Em relação ao quarto trimestre, eles apontam que já deve mostrar alguma melhora – mas ainda fraca – no desempenho operacional, vindo principalmente do setor de mineração, já que as siderúrgicas devem apresentar um desempenho estável em relação ao trimestre anterior. 

PUBLICIDADE

Diante desse cenários, eles reiteraram preferência pelo setor de mineração, com recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) para as ações da Vale (VALE3) e Bradespar (BRAP4). A classificação da MMX (MMXM3) foi elevada de market perform (desempenho em linha com a média) para outperform. 

Entre as siderúrgicas, eles reiteraram recomendação outperform para as ações da Gerdau (GGBR4) e Gerdau Metalúrgica (GOAU4), enquanto mantiveram Usiminas (USIM5) em market perform. A classificação da CSN (CSNA3) ficou em underperform (desempenho abaixo da média). 

Deutsche Bank elege Gerdau como melhor opção do setor
O Deutsche Bank também revisou suas estimativas para o setor de siderurgia e mineração, e elegeu a Gerdau como a melhor relação risco e retorno, embora tenha considerado a Vale e Usiminas também como opções interessantes.

Por sua vez, as expectativas menos favoráveis dos analistas Rodrigo Barros e Leandro Cappa vão para as ações da CSN, ao passo que a produção de minério de ferro da empresa deve decepcionar os investidores nos primeiros três meses de 2013. 

Citi mantém recomendação neutra para Telefônica Brasil
Já no setor de telefonia, a Citi Corretora manteve sua recomendação neutra para as ações da Telefônica Brasil (VIVT4), tendo em vista que a concorrência em telefonia fixa deve provalmente aumentar nos próximos 12 a 18 meses. 

Por outro lado, o analista Alexandre Garcia aponta que a empresa pode se beneficiar com a venda de torres no resultado do quarto trimestre do ano passado, gerando um impacto estimado de R$ 760 milhões sobre o Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), o que levará a margem para 42%. 

Dentro desse cenário, ele elevou a projeção para o lucro líquido de 2012 em 4%, mas revisou para baixo as projeções de lucro líquido para 2013 e 2014, em 14% e 23%, devido ao crescimento mais lento da base de usuários de telefonia móvel no Brasil, à concorrência mais acirrada em telefonia fixa e aos impostos maiores. 

Teécnica inicia cobertura da Coteminas
As small caps também foram alvo de revisão de estimativas nesta segunda. A Técnica Assessoria de Investimentos iniciou cobertura das ações da Coteminas (CTNM4), com recomendação de compra, acreditando que a atual cotação da companhia não reflita seus fundamentos, mesmo com o cenário difícil dos últimos anos e com as dificuldades de curto prazo.

PUBLICIDADE

Os analistas Renato Assunção Campos e Harold Thau ressaltam como positivo: o maior foco das atividades de varejo, que respondiam por apenas 10% das vendas em 2009 e hoje contribuem com aproximadamente por 20%; reestruturação das unidades produtivas, a partir da alienação e/ou descontinuação de operações pouco rentáveis; aumento da capacidade produtiva e o desenvolvimento de projetos imobiliários; reestruturação societária, que tem como objetivo aumentar o nível de governança corporativa; aumento de participação no mercado interno e melhor mix de receita.

Confira as projeções dos analistas:

Banco/CorretoraEmpresasTickerRecomendaçãoPreço-alvoUpside*
SantanderHeringHGTX3ManutençãoR$ 50,00+29,70% 
Lojas RennerLREN3ManutençãoR$ 92,00+24,19% 
Pão de AçúcarPCAR4CompraR$ 108,00+13,82%
Lojas AmericanasLAME4CompraR$ 22,00+23,60% 
B2W BTOW3R$ 15,00+6,53% 
NaturaNATU3ManutençãoR$ 65,00+24,40% 
BES Pão de Açúcar PCAR4 CompraR$ 119,20 +26,20% 
Ágora           BrookfieldBISA3ManutençãoR$ 3,90 +14,04%
CyrelaCYRE3CompraR$ 21,30+24,20% 
DirecionalDIRR3CompraR$ 19,20 +19,40%
GafisaGFSA3ManutençãoR$ 5,00+13,64% 
Helbor HBOR3CompraR$ 14,70 +23,53%
JHSFJHSF3CompraR$ 10,10 +18,82%
ViverVIVR3Em revisão 
MRV MRVE3 ManutençãoR$ 13,20+13,50% 
RossiRSID3ManutençãoR$ 4,50+15,38% 
PDG RealtyPDGR3ManutençãoR$ 3,20+5,26% 
LopesLPSB3ManutençãoR$ 38,90+9,21% 
Brasil BrokersBBRK3CompraR$ 8,30+29,28% 
 TecnicaCoteminas CTNM4 Compra R$ 7,42 +107,26% 
Deutsche Bank GerdauGGB.NCompraUS$ 11,00 –
CSNSID.NManutençãoUS$ 6,00 –
Usiminas USIM5CompraR$ 16,00 +57,79%
ValeVALE.NCompraUS$ 24,00
MMXMMXM3ManutençãoR$ 5,00+51,52% 
Citi Telefônica Brasil VIVT4 NeutraR$ 50,00  +3,50%
Votorantim   GerdauGGBR4OutperformR$ 22,20 +28,99%
Metalúrgica GerdauGOAU4OutperformR$ 36,90 +68,11%
CSN CSNA3MarketperformR$ 13,30+25,12% 
UsiminasUSIM5MarketperformR$ 12,40 +22,29%
ValeVALE3OutperformR$ 54,80+43,08%
MMX MMXM3ManutençãoR$ 4,40+33,33%
BradesparBRAP4OutperformR$ 49,50+67,23%
 *Upside: potencial de valorização em relação ao fechamento da última sexta-feira (15)