RADAR INFOMONEY Usiminas lucra R$ 1,2 bi: mas por que não empolga tanto? Confira no programa desta sexta

Usiminas lucra R$ 1,2 bi: mas por que não empolga tanto? Confira no programa desta sexta

Recomendações

Corretora troca ações da Cetip pelas da Eztec nas recomendações da semana

Na última semana, portifólio ficou abaixo dos ganhos da Ibovespa: alta de 0,7% contra um avanço de 2,2% do índice

SÃO PAULO – A XP Investimentos divulgou carteira recomendada top picks para esta semana, optando por trocar as ações da Cetip (CTIP3) pelos papéis da Eztec (EZTC3). Completam as recomendações a BR Malls (BRML3), BR Properties (BRPR3), Mills (MILS3) e Santos Brasil (STBP11) permanecem entre as sugestões da corretora.

Justificando a escolha da Eztec, a corretora aponta para os resultados consistentes divulgados pela empresa, e que tem sido recorrentemente acima da média do segmento. A equipe de analistas afirma que a companhia está sendo cuidadosa na seleção de projetos e está executando uma excelente gestão de custos. Eles entendem que os resultados ainda não estejam totalmente refletidos no preço das ações da companhia e, por isso, conferem um potencial de upside para os papéis.

Sobre o desempenho na semana passada, o portfólio sugerido pela corretora registrou alta de 0,7%, ficando abaixo do avanços de 2,2% do Ibovespa. No período, o único destaque de alta foi o papel da Mills, com ganhos de 3,9%. Na contramão, os papéis da BR Properties registraram recuo de 1,1%.

Essa semana ficará focada, mais uma vez, no “abismo fiscal” norte-americano, onde democratas e republicanos discutem como resolver esse problema antes do dia 1º de janeiro. Na última semana, o presidente Barack Obama e o republicano John Boehner fizeram várias declarações e mostraram que a situação segue sem definição, o que tem desanimado os mercados.

Confira as demais recomendações:

Santos Brasil – a companhia passa por um forte momento em termos operacionais, tendo entregado um excelente resultado no segundo trimestre. Além disso, com o expressivo incremento no volume movimentado nas operações portuárias, a companhia conseguiu um bom reajuste de preços na operação de armazenagem, que por sua vez aliada ao bom mix de contêineres cheios/vazios sustentaram os fortes números.

BR Malls – os analistas afirmam que este é um bom momento para entrar nos ativos da empresa, isso porque após a correção no mês de outubro frente à prévia operacional, a expectativa é de alta para as ações em resposta aos fortes resultados do terceiro trimestre.

Mills – a corretora acredita que a reação do mercado não foi suficientemente positiva em relação aos fortes resultados do último trimestre. Como o mercado deve entender uma capacidade de geração de valor da empresa, os analistas projetam uma oportunidade nessa situação, refletindo diretamente no preço das ações da Mills.

BR Properties – recentemente, as ações da companhia sofreram uma queda de aproximadamente 7%, isto sem qualquer alteração do cenário fundamental. “Avaliamos tal discrepância como uma oportunidade de investimento, haja vista que continuamos otimistas principalmente com o segmento de locação comercial”, diz a corretora em relatório.

PUBLICIDADE