Conteúdo Patrocinado
Oferecido por

Convergência de 3 fatores inéditos traz oportunidade nesse final de ano

Juntos, esses três fatores devem favorecer ainda mais a alocação em Fundos de Previdência

Aprenda a investir na bolsa

Nos meses de novembro e dezembro de 2019 haverá uma convergência inédita de 3 fatores. Juntos, eles devem favorecer ainda mais a alocação em Fundos de Previdência.

Assessores de investimento e investidores precisam estar atentos para um alerta mútuo visando não perder o timing correto.

Assessor XP: clique e conheça o Regulamento do Desafio Convergência

Aprenda a investir na bolsa

Um rápido resumo desses 3 fatores:

  • As taxas de juros no Brasil estarão em menos de 5% ao ano nas últimas semanas deste ano. É uma situação sem precedentes para quem investiu em renda fixa nos últimos 25 anos;
  • Neste período, a Reforma da Previdência estará finalizada e as novas regras começarão a valer, gerando uma nova onda de mídia espontânea pró investimentos complementares visando a aposentadoria; e
  • Como ocorre todo o final de ano, até o último dia útil haverá a possibilidade de usar contribuições à previdência para fins de dedução no Imposto de Renda. A novidade é que notícias recentes cogitam que o governo pode rever essa possibilidade de dedução no futuro, como parte da reforma tributária.

Esses eventos convergentes impactam ainda mais aqueles investidores com perfil conservador e moderado, que representam a maioria do público investidor.

Em se tratando de investidores em previdência, a predominância desse perfil é ainda maior.

A taxa inferior a 5% ao ano será o ‘novo normal’ da SELIC?

Ainda não dá para cravar que este seja o novo padrão de taxas de juros no Brasil, pois as reformas estruturantes da economia estão apenas no início.

PUBLICIDADE

Mas já existe a constatação de um fato incômodo no mercado financeiro.

Com essa queda dos juros, muitos fundos de investimento mais conservadores correm o risco de nem superar a inflação.

Reforma da Previdência promulgada

A Proposta de Emenda Constitucional já está promulgada e ela atinge em cheio os assalariados urbanos, especialmente aqueles que ganham acima do teto do INSS.

Haverá adiamento e redução de benefícios, com a introdução da idade mínima e mudanças na mecânica de cálculo dos valores a receber.

A janela de deduções no IR pode diminuir ou acabar

Uma Reforma Tributária deverá ser votada no primeiro semestre do ano que vem. Começam a surgir especulações de que as deduções na Declaração do IRPF podem ser reduzidas.

Então, pode ser o último ano de possibilidade de deduções de até 12% da renda tributável em aportes na previdência.

Oportunidade para Assessores

Se você já é investidor em Fundos de Previdência – ou tem clientes que já investem neste tipo de produto – trata-se de um momento ainda mais oportuno para considerar novas opções em renda fixa.

O Fundo Mongeral Aegon Previdência XP Seguros FIRF CP apresenta-se como uma excelente alternativa para esse público.

PUBLICIDADE

Ele preserva a segurança típica de um fundo de renda fixa, mas vai em busca de uma rentabilidade maior através de uma gestão ativa. Essa prática vale tanto para títulos públicos quanto para papeis de grandes empresas com alto grau de qualidade.

O Desafio

Foi pensando em ampliar a sua divulgação, que foi lançado um desafio inédito e exclusivo para os Escritórios e Assessores que comercializam produtos XP.

Ele já começou. Se você é investidor, avise seu Assessor XP. Se você é um Agente Autônomo de Investimentos XP, as inscrições já começaram. Clique abaixo e conheça o regulamento.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.