Consumidor compra computador mais barato, e mais equipado!

Segundo gerente da Abinee, dólar baixo e incentivo fiscal têm aumentado consumo, inclusive de quem não tinha acesso

Por  Flávia Furlan Nunes -

SÃO PAULO – Devido ao dólar baixo e aos incentivos fiscais
dados pelo governo, o consumidor já encontra no mercado um computador mais barato. Mas isso não significa que está levando para casa algo de pior qualidade.

De acordo com o gerente de economia da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), Luiz Cezar Rochel Elias, a evolução dos computadores, que é algo que acontece naturalmente, tem oferecido um computador melhor para o consumidor e, com o dólar e o incentivo, é possível ter um equipamento mais barato e com mais funções.

Outros fatores diminuem preços

Ainda de acordo com o gerente, o combate ao mercado cinza faz o setor diminuir os valores para poder competir. Segundo último levantamento feito pela Abinee, a comercialização de notebook não oficiais voltou a crescer, em 50% nos primeiros meses de 2007. Isto preocupa, já que as vendas do produto terão expressivo aumento nos próximos anos.

O crescimento da produção também diminui o valor do computador, disse Elias. “Com uma maior produção – de 3 a 10 milhões de micros por ano – o fornecedor compra em larga escala e acaba conseguindo preços mais baixos”.

Além disso, Elias citou as condições especiais que o governo oferece para aquisição de computadores pela baixa renda. Segundo ele, pode-se afirmar que o consumidor está comprando um computador mais barato e com mais funções.

“E a absorção está sendo mais rápida. O consumo tem crescido e por um estrato da população que não tinha recursos. Hoje se compra computador com financiamento em 24 vezes”, disse.

Compra de PC´s cresce no País

As vendas de computadores deverão crescer em torno de 20% este ano e serão comercializadas 10 milhões de unidades no período, de acordo com a Abinee.

Somente no primeiro trimestre deste ano foram comercializadas mais de 1,99 milhões de unidades, o que representou um crescimento de 21% em relação ao mesmo período do ano passado. Do total de PCs, foram comercializados 1.746.000 desktops, crescimento de 14% sobre o mesmo período do ano passado.

Compartilhe