Mudança de rota

Conservador Yoon Suk-yeol é eleito presidente da Coreia do Sul

Yoon é procurador de Justiça e nunca teve cargos relevantes na política sul-coreana; eleição foi uma das mais disputadas e agressivas já registradas no país

Por  ANSA Brasil -

Em uma das eleições mais disputadas e agressivas já registradas na Coreia do Sul, o conservador Yoon Suk-yeol, do Partido do Poder Popular, foi eleito presidente na quarta-feira (9).

Com 97,99% das urnas apuradas, Yoon está com 48,59% dos votos (pouco mais de 16 milhões de
votos), enquanto Lee Jar-myung tem 47,8% (15,8 milhões de votos).

A vitória do conservador marca uma guinada para a direita e encerra a administração de Moon Jae-in, após os cinco anos de governo do Partido Democrático.

Yoon, que era procurador de Justiça e nunca teve cargos relevantes na política sul-coreana, derrotou Lee Jar-myung, que havia sido indicado pelo Partido Democrático (a reeleição não é permitida no país).

No discurso da vitória, o novo presidente sul-coreano disse que sua eleição foi “uma vitória de um
grande povo”, defendeu a união do país e prometeu respeitar o Parlamento e trabalhar em conjunto com a oposição.

A eleição teve uma participação popular bastante alta, com a presença de 77,1% dos eleitores aptos a votar (um décimo a menos que as eleições de 2017), e foi decidida por cerca de 260 mil votos de diferença.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe