Conselhos de Profarma e CSU aprovam programa de recompra de suas ações

CSU poderá adquirir até 800 mil ações ordinárias de sua emissão; Profarma prevê compra de até 1,33 milhão de ações ordinárias

Por  Luis Madaleno

SÃO PAULO – Os conselhos administrativos da CSU Cardsystem (CARD3) e da Profarma (PFRM3) autorizaram a recompra de ações de suas próprias emissões, em reuniões realizadas na última quarta-feira (3).

Ambos os programas não preveem a redução do capital social, mas sim a manutenção dos ativos em tesouraria para posterior alienação ou mesmo cancelamento.

Programas
No caso da CSU, poderão ser adquiridas até 800 mil ações ordinárias de sua emissão, o que representa 3,751% das ações em circulação no mercado. O prazo de aquisição é de 365 dias, contados a partir de 12 de novembro deste ano.

Por seu turno, o programa da Profarma prevê a aquisição de até 1,33 milhão de suas ações ordinárias, quantia que representa menos de 10% dos ativos ordinários em circulação no mercado. O prazo também será de 365 dias, contados a partir do último dia 3.

Compartilhe