Novos ativos

Conheça o Gemini Dollar, criptomoeda que quer ser o dólar digital

Corretora de criptoativos Gemini lança nova criptomoeda que terá preço equivalente ao dólar

SÃO PAULO – A corretora de criptoativos Gemini, fundada há 4 anos pelos irmãos Winklevoss, anunciou nesta segunda-feira (10) o lançamento de sua “Stablecoin”, o Gemini Dollar (GUSD).

Segundo artigo publicado no blog da empresa, o principal objetivo do token é proporcionar ao mercado uma solução que consiga superar um defeito fundamental nas moedas tradicionais: O dólar e outras moedas operam entre os bancos somente em “horário útil”, enquanto as criptomoedas operam 24/7 sem interrupções.

A corretora afirma que o Gemini Dollar é a primeira representação confiável e regulamentada do dólar em forma de criptomoeda. O ativo foi construído com base na rede do Ethereum e está de acordo com o padrão ERC20, que é o principal padrão técnico para emissão de tokens no blockchain da Ethereum.

PUBLICIDADE

Os clientes da Gemini poderão comprar e vender Gemini Dollars livremente pela corretora, assim como transferi-los para qualquer carteira de Ethereum que desejarem.

Quanto aos dólares que garantem o valor dos ativos, a empresa informa que estarão custodiados em um banco nos Estados Unidos e os balanços serão verificados por auditores externos e independentes para comprovação de solvência. Os dados de cada relatório serão liberados para acesso do público.

Stablecoins são o futuro do dinheiro?
O segmento de Stablecoins ganhou reconhecimento internacional no último ano e vem tendo um aumento expressivo no seu volume em circulação. O principal expoente desse mercado é a moeda Tether (USDT), que assim como a Gemini Dollar tem pareamento de 1 para 1 com o dólar; entre janeiro de 2017 e setembro de 2018 o montante de dólares que a moeda representa cresceu de US$ 10 milhões para US$ 2,8 bilhões. O USDT é emitido pela Tether Limited, empresa que compartilha do mesmo corpo diretivo que a exchange Bitfinex.

Quer receber análises e recomendações de criptomoedas de um dos maiores especialistas do Brasil? Clique aqui e assine o CryptoInsights

Sem dúvidas o segmento é promissor: os ativos digitais trazem diversas vantagens com relação as moedas tradicionais, e o principal ponto de preocupação, que era a instabilidade nos preços, é solucionado pelas Stablecoins por meio do pareamento com o dólar.

Algumas das principais vantagens dos Stablecoins são: alto nível de segurança dos ativos, possibilidade de realizar transações a qualquer hora do dia e a possibilidade de custodiar o seu dinheiro em uma carteira própria, sem precisar de um banco.

PUBLICIDADE

Dentre as desvantagens, uma Stablecoin no formato utilizado pela GUSD e USDT inevitavelmente reintroduz a figura do terceiro de confiança, precisamente o oposto da descentralização, a qual é a grande inovação do Bitcoin e do Ethereum. Os detentores de GUSD ou USDT, em última instância, estão sujeitos ao risco da contraparte: Gemini e Tether Ltd.

Ainda serão necessários muitos avanços para que as pessoas passem a usar os Stablecoins no seu dia-a-dia (se é que isso ocorrerá), mas sem dúvida a criptomoeda dos irmãos Winklevoss representa um grande passo para o segmento.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear