Bovespa Mais

Conheça a Maestro Frotas, que amanhã passa a ser listada no Bovespa Mais

Bolsa terá mais uma empresa de locação de frotas a partir de amanhã; conheça um pouco sobre a Maestro Frotas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Idealizado como uma porta de entrada para small caps que desejem abrir o seu capital, o segmento Bovespa Mais terá uma nova empresa listada amanhã. A Maestro Frotas, mais uma empresa de compra e locação de frotas de veículos para empresas passará para a “vitrine” do mercado, antecipando uma possível abertura de capital de maior porte no futuro. Mas quem é e o que essa empresa faz? 

Criada em 2007, a Maestro atualmente é controlada pelo Grupo ABA, que surgiu em 1998 com a inauguração da primeira unidade da marca Chevrolet em Embu das Artes. Hoje ele conta com seis lojas distribuídas no estado de São Paulo e já diversifica a sua operação de compra e venda de veículos com outras marcas como Honda e Harley-Davidson. 

No seu setor existem empresas como a Localiza (RENT3) e Locamérica (LCAM3). Apesar da listagem agora, o momento da economia e a força das concorrentes pode indicar que um IPO (Initial Public Offering) no novo mercado ainda não deve estar tão perto de ocorrer. Em uma comparação aproximada de geração de caixa destas empresas, a Maestro Frotas teve em 2014 um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) de R$ 16,731 milhões contra números de R$ 969,8 milhões para a Localiza e de R$ 200,8 milhões para a Locamérica no mesmo ano. 

Aprenda a investir na bolsa

Segundo informações do Valor Econômico, a Maestro recebeu no ano passado mais de R$ 21,2 milhões em recursos de capitalização, trazidos pelo fundo de investimentos Stratus, depois de já ter sido selecionada por ele para receber R$ 55 milhões em 2011. O objetivo em 2014 foi ampliar a frota de 3 mil para 5 mil veículos em dois anos. As suas ações no Bovespa Mais serão negociadas com código de negociação MSRO3. 

O Bovespa Mais concentra pequenas e médias empresas, cujo interesse é captar uma quantia satisfatória para crescer – mas abaixo do que grandes companhias usualmente captam.